Sport Red Special Edition (Review) - Os acessórios Xbox continuam a surpreender

Filipe Alves

O Xbox One Wireless Controller Sport Red Special Edition foi o acessório que tivemos oportunidade de testar durante os últimos dias.

Trata-se um comando sem-fios que pode ser usado no Windows 10 e, como é óbvio, na Xbox One, referente a uma edição limitada. A sua cor, como poderás perceber pelas imagens, tem tudo para ser chamativa. É impossível não reparar no acessório seja de que ângulo for, mesmo que a sala ou o quarto onde jogas seja demasiado grande.

Xbox One Controller

Bem, mas o que tem este de diferente face a tudo ao comando comum da consola da Microsoft? Ora, para além da cor, este traz consigo um padrão desenhado de ambos os lados, na pega esquerda e direita, com linhas que brilham mais consoante a intensidade da luz.

Um comando ergonómico, elegante e prático!

Do mesmo modo, também os clássicos botões X, A, B e Y são distintos, em tonalidade vermelha aliada à transparência que os torna mais escuros. Isso alia-se, como é óbvio, ao tom bordô, da sua parte de trás, em plástico, que contrasta não só com o corpo do comando, bem como com as suas pegas rugosas. Essas sim, são espetaculares.

As pegas permitem que, mesmo depois de várias horas de jogo, se mantenha a firmeza no momento de pegar no Sport Red Special Edition, bem como no não desconforto que desse pudesse surgir.

De resto, continua a manter a entrada de headphones que tanto gostamos, para que a experiência seja ainda mais imersiva.

Disponível por cerca de 64,99€ na Microsoft Store, o Xbox One Wireless Controller Sport Red Edition só peca pelo nome, que é bem mais comprido do que aquilo que gostaríamos. Ainda que o seu preço não seja, de todo, o mais convidativo, a verdade é que a sua elegância e conforto não impedem a sua compra.

Obrigado à Xbox Portugal pela possibilidade de análise do equipamento.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.