Samsung quer combinar leitor de impressão digital com código PIN, revela patente

Vitor Urbano
Comentar

Apesar de ter demorado um pouco até aderir à tendência do leitor de impressão digital no ecrã, durante este ano a Samsung implementou esta medida de segurança em muitos dos seus smartphones. Ainda que os sensores biométricos sejam cada vez mais populares, muitos utilizadores continuam a preferir o tradicional PIN.

A utilização de um código PIN nem sempre se apresenta como a forma mais segura de protegeres o teu smartphone. Por isso, a Samsung está a desenvolver um novo método de segurança, que envolve a utilização em conjunto de código PIN e leitor de impressão digital.

Patente revela três possíveis alternativas para o novo método de segurança

Na patente registada pela Samsung na Coreia do Sul, podemos ver três abordagens distintas para este novo método. No entanto, parece que apenas um deles poderá ser viável para os próximos smartphones da marca.

Samsung Metodo 1

Método 1

Na primeira opção, vemos o tradicional leitor de impressão digital a ser utilizado em conjunto com o ecrã onde se insere o código PIN. Possivelmente, os utilizadores irão precisar de escolher uma combinação que inclua o número "0". Assim que o utilizador colocar o seu PIN, o smartphone vai conseguir fazer a leitura da impressão digital quando clicar no "0".

Samsung Método 2

Método 2

No segundo método, parece que a fabricante poderá integrar multiplos sensores biométricos, voltando-se a repetir a mesma situação presente na primeira opção. Mas, neste método o utilizador irá aumentar a segurança do seu PIN ao poder utilizar até três números onde a sua impressão digital será reconhecida.

Samsung Método 3

Método 3

Considerando que a Samsung já confirmou que está a desenvolver um leitor de impressão digital que ocupa uma grande porção do ecrã, é possível que esta seja uma opção para o futuro dos seus smartphones. Nesta situação, as últimas duas filas de números estarão em cima do sensor biométrico, aumentando consideravelmente a segurança do smartphone.

No entanto, tudo indica que esta tecnologia não estará ainda preparada para produção em massa. Por isso, é muito improvável que venha a ser implementada em 2020.

Galaxy S11 poderá ser o primeiro a chegar com um destes métodos de segurança

Ainda que não tenham surgido indicações de que isso possa realmente acontecer, parece ser o processo mais natural para a implementação do novo método de segurança. Sendo o Samsung Galaxy S11 o próximo topo de gama da marca, é natural que venha a estrear esta nova tecnologia.

Após a sua implementação, é provável que a Samsung acabe por trazer também esta nova tecnologia para os seus smartphones gama-média. No caso do primeiro método, é provável que possa ser implementada com uma simples atualização de software.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.