Samsung Galaxy S11 com ecrã de 120Hz confirmado pela One UI 2.0 beta

Carlos Oliveira
Comentar

Os rumores já faziam prever que o Samsung Galaxy S11 viesse com um ecrã com taxa de atualização de 120Hz. Agora, graças às definições encontradas nas entranhas da One UI 2.0 beta para o Note 9, chega a confirmação da implementação desta tecnologia.

O reputado leaker Ice Universe é quem está a veicular esta informação. Importa notar que esta é uma fonte reconhecida dos desígnios da Samsung, portanto, temos uma certa segurança nesta notícia.

Someone found 120Hz in Note9's One UI 2 Beta! (hidden settings) pic.twitter.com/ii1fNic1YE

— Ice universe (@UniverseIce) 20 de novembro de 2019

Existirão três modos de opção para a taxa de atualização do ecrã

Segundo Ice Universe, existirão três opções que permitirão ao utilizador escolher a taxa que melhor se adequa às suas necessidades:

  • Desligar o modo de alta taxa de atualização e manter os 60Hz
  • Ligar o modo de alta taxa de atualização e usar os 120Hz
  • Ative o modo de alta taxa de atualização e alternar automaticamente entre 60Hz e 120Hz

Basicamente caberá ao utilizador escolher se prefere mais autonomia ou um ecrã mais fluído. Ao optar pela primeira opção, será mantida uma taxa de atualização de apenas 60Hz. Se quiser o melhor ecrã possível, poderá desfrutar dos 120Hz.

A terceira opção pode ser considerada uma posição intermédia, onde o smartphone fará uma gestão automática de uma boa experiência de utilização, enquanto economiza alguns recursos energéticos. O mais certo é que este último modo se restrinja a um punhado de aplicações definidas pelo utilizador.

Samsung Galaxy S11 juntar-se-á a um grupo de elite

São poucos os smartphones, atualmente no mercado, que oferecem uma taxa de atualização de 120Hz. Só equipamentos como o Razer Phone 2 ou Asus ROG Phone 2 oferecem tamanha taxa de atualização e são modelos dirigidos a um nicho de mercado.

Caso a Samsung implemente, efetivamente, os 120Hz nos Galaxy S11, será o primeiro smartphone dirigido às massas com essa tecnologia. Algo que não demorará muito a ser replicado por fabricantes como a OnePlus ou Xiaomi.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.