Samsung Galaxy J7 (2016) explode nas mãos de uma criança

Filipe Alves
Samsung Galaxy J7 (2016) depois da combustão

O Samsung Galaxy J7 (2016) foi um dos smartphones de gama inferior mais vendidos da Samsung a par do Galaxy J5 e Galaxy J3. Os smartphones da empresa sul-coreana primam por ter um hardware de qualidade inferior de forma a nos dar preços mais apelativos.

Com isto não quero dizer que o smartphone é menos bom, é simplesmente desenhado de forma a preencher as necessidades básicas. Foi com este pensamento que Naureen Ahsan do Paquistão comprou o dispositivo.

Vê ainda: Windows 10 continua a crescer, porém ainda está atrás do Windows 7

Naureen é também uma mãe que achou por bem emprestar o telefone à sua filha para brincar com o jogo "My Talking Tom", aquele gato que repete exactamente aquilo que dizes.

Inesperadamente o Samsung Galaxy J7 (2016) acabou por aquecer demasiado e entrar em combustão nas mãos da criança de 4 anos.

Este foi o primeiro Samsung Galaxy J7 (2016) a sentir este problema

Esta explosão chega numa péssima altura. A Samsung acabou de lançar o Galaxydeixou ainda um aviso na sua página do Facebook alertando todos os pais para deixarem os filhos longe deste tipo de tecnologia. Assume ainda que foi um enorme susto e que espera que a Samsung se prenuncie sobre o caso.

A empresa sul-coreana ainda não respondeu à situação, mas dada a fragilidade do marketing da empresa neste momento é provável que o faça publicamente de forma a aliviar estas informações.

Outros assuntos relevantes:

Sony – Teremos um smartphone Sony Xperia sem margens na IFA 2017?

MG Cool Explorer – Review / Análise à action cam estilo “GoPro”

Microsoft: ferramenta que tornava qualquer pessoa num programador desaparecerá

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.