Samsung em onda de sucesso bate recorde de receitas em 2021

Mónica Marques
Comentar

A Samsung acaba de divulgar os resultados financeiros referentes ao quarto trimestre de 2021 e ao total do ano passado e as notícias não podiam ser mais animadoras para a gigante sul-coreana.

De acordo com a empresa, o ano de 2021 trouxe uma receita recorde de 232,43 mil milhões de dólares que ficou a dever-se às vendas globais de smartphones e semicondutores.

Samsung obtém receita recorde em 2021

Samsung Galaxy Z Flip 3
O Samsung Galaxy Z Flip 3 (na imagem) terá contribuído de forma significativa para os lucros que a empresa obteve no ano de 2021

2021 foi um ano de muito sucesso e lucro para a Samsung. De acordo com os resultados financeiros revelados hoje pela gigante sul-coreana, a empresa teve uma receita total no ano passado de 232,43 mil milhões de dólares, cerca de 205,98 mil milhões de euros, que se traduz num valor recorde para a Samsung.

Já como lucro operacional, a empresa arrecadou 42,92 mil milhões de dólares, qualquer coisa como 38 mil milhões de euros. Segundo a própria Samsung, o valor recorde de receitas fica a dever-se não só às vendas globais do seu extenso portfólio de smartphones, como também às remessas globais de semicondutores.

A gigante sul-coreana aproveitou a ocasião para divulgar também os valores financeiros obtidos no último trimestre do ano passado, sendo que a receita referente a este período atingiu os 63,64 mil milhões de dólares, ou seja 56,4 mil milhões de euros, sendo que o lucro operacional foi de 11,52 mil milhões de dólares, ou 10,20 mil milhões de euros.

Segundo a Samsung, os resultados referentes ao último trimestre de 2021 foram impulsionados pelas vendas globais de smartphones de topo, terminais dobráveis, televisores e equipamentos para o lar.

Área Samsung Display contribuiu para os bons resultados obtidos no ano passado

Para os mais atentos a estes dados financeiros, a gigante sul-coreana esclareceu que o lucro operacional do último trimestre de 2021 foi ligeiramente inferior ao trimestre anterior, devido ao pagamento de bónus aos funcionários da empresa.

Mais informou a empresa que a sua área de memória teve uma queda nos lucros, devido a uma redução dos preços. Mas esta queda foi compensada pelo novo recorde de receita trimestral obtido pelo negócio de fundição da sul-coreana.

Também a receita da área Samsung Display registou um aumento, graças ao ecrãs OLED de tamanho mais pequeno, apesar de os ecrãs LCD de granes dimensões terem sofrido uma redução de preços e ter existido um aumento dos custos na produção dos painéis QD-OLED.

Agora é aguardar os resultados financeiros de empresas concorrentes, como por exemplo, a Apple e a Xiaomi, para confirmar (ou não) que a Samsung é uma das marcas preferidas pelos utilizadores, nas mais variadas áreas.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.