Samsung compra a Harman! Próximos Samsung terão áudio de impressionar

Filipe Alves

harman-kardon-colunas

Esta é uma das notícias que deixa o meu dia com sentimentos misturados. A Samsung é uma das melhores marcas do mundo tecnológico e a Harman, na minha opinião, a melhor no que toca a áudio e à sua qualidade.

Vê ainda: iPhone 7 Plus explode depois de uma queda acidental

Não é preciso ser um expert de qualidade de áudio para ter tropeçado pelas marcas como Harman-Kardon, AKG, Bang & Olufsen ou mesmo JBL. O que poucos sabem é que estas são todas sub-marcas da menos falada Harman, que a partir de hoje pertence à Samsung.

A empresa Sul-Coreana comprou a Harman num negócio que envolveu 8 mil milhões de Dólares.

"Harman completa de uma forma perfeita a Samsung em termos tecnológicos, produtos e soluções, juntar forças é a natura extensão para uma estratégia automóvel que já perseguimos há algum tempo" Referiu o CEO da Samsung Electronics.

Sub-marcas da Harman (Wikipédia)
Sub-marcas da Harman (Wikipédia)

Embora o foco da Samsung seja o mundo automóvel com este negócio, é mais do que esperado que a linha de smartphone possa vir também a sofrer alterações significativas no que toca à qualidade de som.

Podemos comparar esta aquisição à da Apple com a Beats. A grande diferença é que a Harman tem uma qualidade sublime com sub-marcas espalhadas por todo tipo de mercados, enquanto que a Beats vive à base de marketing e qualidade de som aceitável.

O mais atentos sabem que este é um dos negócios que poderá mudar muito o futuro tanto da Samsung como da Harman, esperemos que para melhor.

Talvez queiras ver:

Android Nougat 7.0 já está a ser trabalhado para o Galaxy S6 e S6 edge

Huawei Mate 9 Pro é fotografado na véspera da sua apresentação

Meizu Pro 7 será o primeiro equipamento da marca sem margens

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.