Rede social Twitter passará a contar com modalidades pagas

Carlos Oliveira
Comentar

O Twitter confirmou hoje à Bloomberg algo que já era previsto há algum tempo. A rede social irá contar em breve com modalidades pagas, neste caso um serviço de subscrição que oferecerá funcionalidades únicas aos aderentes.

O objetivo desta alteração no modelo de negócio da rede social tem como intuito fazer crescer as suas receitas. A rede social quer montar uma modalidade de lucro mais sustentável e que possa complementar o que já amealha com publicidades.

Twitter oferecerá funcionalidades únicas aos seus subscritores pagos

Este é o foco da empresa na implementação de um novo serviço de subscrições na rede social. Mediante um pagamento, ainda a definir, os utilizadores poderão usufruir de um conjunto de opções que não estarão ao alcance de generalidade dos utilizadores.

Twitter

O Twitter ressalva que ainda não decidiu em que moldes funcionará o seu serviço de subscrições, mas várias hipóteses foram já colocadas. É especulado que a rede social poderá implementar personalização de perfil, reverter envio de mensagens ou funções exclusivas para a aplicação Tweetdeck.

"Aumentar a durabilidade da receita é o principal objetivo da empresa. Continuará a ver-nos a pesquisar e experimentar maneiras de diversificar ainda mais a nossa receita além dos anúncios em 2021 e adiante.

Isso pode incluir assinaturas e outras abordagens que darão às pessoas e empresas de todos os tamanhos no Twitter acesso a recursos exclusivos e oportunidades aprimoradas para criação, descoberta e envolvimento de conteúdo. Embora estejamos entusiasmados com esse potencial, é importante observar que ainda estamos no início da exploração e não esperamos nenhuma receita significativa atribuível a essas oportunidades em 2021." Declarações de Bruce Falck, executivo do Twitter, ao TechCrunch.

Ideia de subscrições no Twitter é equacionada desde o verão passado, pelo menos

Foi em finais de julho que se soube do lançamento de uma consulta aos utilizadores do Twitter sobre o tema. Aí, a rede social pretendia aferir o interesse do seu público numa modalidade paga que lhes pudesse oferecer vantagens únicas.

Este foi o primeiro sinal dado pela rede social da sua intenção em cobrar aos seus utilizadores. Algumas das opções sugeridas pela rede social incluíam respostas automáticas, cancelamento de mensagens enviadas, distintivos, votações e outras.

Se em julho passado isso não passava de uma possibilidade, agora sabemos que a ideia é para avançar. Resta agora saber quais serão as vantagens para os utilizadores e quanto terão de despender para tal.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.