Ao efetuar uma compra através dos links deste artigo, o 4gnews pode ganhar uma comissão. Conheça o nosso processo de seleção de produtos.

Realme traça plano ambicioso para fazer frente à Xiaomi

Rui Bacelar
Comentar

A fabricante chinesa Realme é já um nome a ter em conta sempre que procuramos um novo smartphone Android bom e barato. É essa a sua abordagem primordial ao mercado de smartphones, computadores portáteis e, muito em breve, também de tablets.

Após sucessos como o Realme GT 5G e uma entrada gradual na Europa, a Realme é assumidamente uma rival da Xiaomi. Aliás, foi criada em 2018 pela OPPO para competir diretamente com a fabricante de Lei Jun e agora redobra esse exato compromisso.

Madhav Sheth, CEO de Realme, quer vender até 30 milhões de smartphones em 2021

Realme GT smartphone Android
O smartphone Android Realme GT é um dos seus mais recentes sucessos.

O objetivo é ambicioso, mas pode revelar-se bastante realista. Veja-se, com efeito, o crescimento desta marca que já afirma ser a maior fabricante na Índia nos canais de venda online. Note-se que o papel da Índia não pode ser menosprezado uma vez que é, atualmente, o segundo maior mercado mundial de smartphones, atrás apenas da China e já confortavelmente à frente dos Estados Unidos da América.

Agora o seu responsável máximo, o objetivo da fabricante até ao final do ano consiste na venda de 20 a 30 milhões de dispositivos móveis. Para a fabricante é o redobrar das expectativas, sendo as declações feitas aquando do lançamento do seu Realme GT 5G e Realme GT Master Edition 5G na Índia.

Recordamos ainda as declarações do CEO Madhav Sheth que vê também na Europa um novo mercado potencial, acolhedor e já a receber bem o seu Realme GT 5G. As declarações foram feitas aos media locais neste fim de semana.

A estratégia da Realme assenta em ofertas competitivas

Realme Notebook
A par dos smartphones a fabricante também aposta nos computadores portáteis

O CEO comentou ainda que com o lançamento dos novos smartphones - Realme GT 5G e Master Edition - a fabricante pretende afirmar-se como alternativa preço / qualidade. Mais ainda, quer inserir-se no segmento premium com preços competitivos.

Para o utilizador como a Realme pode ser vista como a nova OnePlus, uma fabricante que produz os flagship killers em 2021. São smartphones com algumas das melhores caraterísticas técnicas do mercado a uma fração do preço da concorrência.

Isto é particularmente válido para o seu atual topo de gama - Realme GT 5G - que, mesmo na sua versão de topo, custa 599 € na filial espanhola da Amazon. É provavelmente o melhor telefone Android até 600 euros que podem comprar atualmente.

A Realme quer ser mais que uma rival da Xiaomi

Realme GT 5G
O smartphone Realme GT 5G custa 599,00 € na Amazon.ES

O atual portefólio de smartphones Realme é limitado quando o comparamos com o da Xiaomi. No entanto, os seus produtos também apresentam uma excelente relação preço / qualidade, algo que já não passa despercebido aos consumidores.

A propósito, nas palavras do seu CEO, esse é o objetivo da fabricante, sendo para isso que a marca trabalha. Aliás, além do mercado de smartphones a Realme também já se lançou no segmento dos computadores portáteis com os primeiros produtos.

Também estes produtos fazem parte de uma estratégia maior de se afirmar não só perante a Xiaomi, mas também perante todo o mercado. E, ainda que os seus portáteis não estejam disponíveis em Portugal, os seus smartphones, sim, são já uma visão comum.

Encaram a Realme como uma boa alternativa custo / benefício à Xiaomi neste final de 2021?

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.