Realme só precisa de melhorar um aspeto para competir seriamente com a Xiaomi

Filipe Alves
Comentar

A Realme está a criar furor nos últimos tempos. A marca entrou de forma oficial na Europa e é uma das fabricantes a tomar em atenção. Até a Xiaomi sabe disso.

Isto porque o seu formato de negócio não foge muito daquilo que a Xiaomi é. Aliás, foi esse formato que lhe deu a notoriedade que tem neste momento. Trazer bons smartphones a um excelente preço.

Atualizações de software da Realme estão longe de ser iguais aos da Xiaomi

Porém, a Xiaomi é única no que toca a atualizar os seus equipamentos. Aliás, a marca pode até não trazer a mais recente versão do sistema Android, porém, dá aos utilizadores um novo "ar" com a atualização do User Interface. Exemplo disso é a MIUI 11 que chegou a dezenas de smartphones sem a mais recente atualização Android.

Realme atualizações

A Realme hoje revelou quando é que os seus smartphones iriam receber o Android 10 e a desilusão face esta situação aumentou. Por exemplo, o seu topo de gama "Realme X2 Pro", só receberá o Android 10 em março de 2020. Inadmissível para uma marca que quer competir pelos mesmos clientes da Xiaomi.

Temos de realçar que o Realme X2 Pro, por exemplo, é um super topo de gama com características únicas e com um preço simplesmente fantástico.

Aliás, nessa mesma informação temos smartphones que só receberão o Android 10 no final de 2020. Numa altura onde o Android 11 já estará em muitos smartphones dos concorrentes, nomeadamente da Xiaomi.

O ecossistema é também um fator a ter em conta

Realme X2 Pro

O ecossistema da Xiaomi é também outro aspeto em conta. Porém, neste setor os utilizadores europeus não tem muito por onde falar. Instalando a aplicação da Xiaomi em qualquer smartphone Android tens basicamente as mesmas possibilidades do que ter um smartphone da Xiaomi.

Contudo, o mesmo não acontece no mercado asiático onde a Xiaomi é forte nos seus serviços. Incluindo cloud e funcionalidades extras entre esta cloud e os seus smartphones.

Em suma, mais do que um ecossistema gostava de ver a Realme a trabalhar tão bem quanto a Xiaomi no que toca às atualizações. O maior problema é certamente o ColorOS da OPPO. Que é fortemente modificado e que a maior parte dos utilizadores europeus podiam bem passar sem.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.