Realme, séria concorrente da Xiaomi, fala sobre os objetivos na Europa

Filipe Alves

A Realme anunciou que começará a vender os seus smartphones na Europa. Depois de ter conquistado o mercado indiano a Realme olha para a Europa como forma de combater a Xiaomi. A submarca da OPPO conseguiu um destaque enorme por trazer smartphones intermediários a um preço bem acessível. Algo que a Xiaomi estava sozinha até então.

Por isso é que vemos com grande alegria a sua chegada à Europa. Numa entrevista à GSMArena, o CEO da Realme falou sobre os seus objetivos no velho Continente e não podemos estar mais felizes ao saber que a empresa não tenciona apenas marcar presença mas também fazer a diferença.

Smartphone Smartphone

Onde se venderão os smartphones da Realme

Quando questionado sobre a forma de venda, o CEO da Realme indicou que a marca tenciona começar a sua venda através de websites online. Sem qualquer parceria com operadoras. Isto fará com que os preços dos smartphones continuem baixos e os encargos sejam menores do que na venda em retalhistas.

Contudo, espera-se que a Realme vá um pouco mais longe que a Xiaomi. Enquanto que a Xiaomi Espanha, por exemplo, não vende para Portugal, acredita-se que a Realme fará o mesmo que a OnePlus. Um único website para toda a Europa.

O CEO também falou sobre o seu User Interface ColorOS. O executivo não acredita que o Android Puro é o melhor do que o Android tem para oferecer. Chegou, inclusive, a referir que a maior parte dos grandes sucessos no mercado mobile não tiveram Android puro instalado.

Xiaomi finalmente tem um concorrente sério na Europa

A Xiaomi entrou na Europa com pouca concorrência. A Huawei é provavelmente a marca que mais se aproxima da ideologia da empresa chinesa. Ainda assim, por um preço de um "lite" da Xiaomi conseguimos um topo de gama da Xiaomi chamado Pocophone. Ou seja, a Realme trará aquilo que a Xiaomi não quer. Uma concorrência à altura. Veremos no que isto vai dar.

Editores 4gnews recomendam:

Fonte

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.