Comprar um smartphone novo é sempre gratificante, contudo, a experiência não é igual para todos. Hoje em dia o mercado mobile está mais acessível do que no passado para terminais de gama-média, mas quando a história é um topo de gama, a coisa muda de figura.

Comprar um iPhone nos dias de hoje em Portugal é o mesmo que gastar um salário mínimo mensal de uma só vez, e embora os smartphones nos ofereçam melhores câmaras, melhor qualidade de ecrã e melhores processadores, temos sempre de pensar duas e três vezes antes de gastar tamanho valor.

   

Vê ainda: D€AL: Aproveita a nova promoção em smartphones Bluboo

Todavia, os smartphones, tal como outra tecnologia, também avariam. Na maior parte dos casos com terminais comprados em loja física o problema não é grave. Vais à loja, expões a situação, se a culpa não for tua, tens o equipamento reparado em 30 dias.

Mas alguns consumidores tem tido alguns problemas com a cadeia de lojas “Rádio Popular” e a fantástica entrevista da RTP “Sexta às 9” foi a fundo ao problema.

Alguns utilizadores queixaram-se que quando solicitaram a reparação do equipamento, receberam a informação que o terminal já não estaria dentro da garantia. Em ambos os casos o smartphone teria sido comprado há menos de um ano.

Quando solicitaram mais informações junto da Apple e de alguns distribuidores oficiais, o Sexta à 9 ficou a saber que em certas situações o terminal foi utilizado na Austrália e Reino Unido, recondicionados (reparados depois de avaria), e vendidos como novos no território Português, mais especificamente nas lojas Rádio Popular.

A Rádio Popular refere que tudo isto é impossível e que quando venderam equipamentos recondicionados o cliente sabia o que estava a comprar. O problema é que os utilizadores admitem não ter esse conhecimento e que caso assim fosse, não teriam pago o valor total do dispositivo como se o tivessem comprado novo.

Não percas: 2016: o ano em que o Moto G4 e Huawei P9 Lite definiram o mercado de Gama Média

A cadeia de lojas referiu ainda que reparará os smartphones com problemas ou devolverá o dinheiro aos utilizadores, mas a questão mantém-se. Até que ponto é que não são castigados juridicamente por tal? Até que ponto vamos deixar que empresas destas escrevam na nossa testa “otário”?

Acredito que ouviremos mais sobre esta situação, entretanto, tenho de enaltecer o trabalho da RTP com esta peça de verdadeiro jornalismo, tal como a seriedade das grandes lojas, também o jornalismo está em risco em Portugal.

Talvez queiras ver:

LG G6 poderá chegar com Google Assistant

Sucessor do Honor 8 já está pronto e merece ser visto!

Huawei P10 aparece pela primeira vez com mudanças significativas

FonteRTP
Fundador do projeto 4gnews, sempre olhei para a tecnologia como um pedaço de nós. Desde cedo ligado ao mundo tecnológico, este é literalmente o meu trabalho de sonho. Amante de vinho e apaixonado pelo meu Vit. Guimarães, acredito ainda que todas as nossas acções são o gatilho para o nosso futuro.