QLED vs OLED: entende as diferenças antes de escolheres uma TV

Pedro Ferreira

Os televisores QLED e OLED estão enquadrados numa gama alta. O preço é tendenciosamente mais alto que a gama habitual, são os topos de gama das marcas e são sempre recheadas de extras. Desde os acessórios, funcionalidades da TV e até mesmo a adição de novos componentes digitais exclusivos, como por exemplo o Dolby Vision.

Encontramos a semelhança da sigla, mas na hora da compra da TV, a história é outra. Estamos aqui para te ajudar a perceber as diferenças para que não compres uma TV acima, ou abaixo, daquilo que idealizas.

O que é o QLED?

QLED Modelo Q9 - 2019

QLED é a abreviatura de Quantum-dot Light Emitting Diode, foi lançada pela Samsung, para substituir a gama SUHD.

Os televisores são de tecnologia LCD, tal como quase todos os restantes modelos, com a diferença de o ecrã ser retro iluminado na cor azul, ao invés do habitual branco. Os pontos quânticos são responsáveis por produzir um maior brilho, cores mais vivas e saturadas, são também responsáveis por transformar a luz azul em cores.

A tecnologia QLED permite ter um brilho acima do habitual, em comparação aos modelos OLED, o brilho corresponde ao dobro (QLED - 2000 nits, OLED - 1000 nits).

O OneConnect permite que mantenhas todos os teus cabos organizados numa só box e é acompanhada com um cabo de fibra ótica, super fino, para que possas alterar a disposição e posição da box. Contém o sistema Tizen, exclusivo Samsung, que caso tenho algum problema ficas privado de o utilizar, permite também o upgrade do processador interno da box caso adquiras a mais recente versão.

QLED - Prós

  • Brilho superior em ambientes iluminados (2000nits);

  • Cores mais vivas e saturadas;

  • Excelente espectro de cores.

  • Solução OneConnect.

QLED - Contras

  • Televisor é maior, mais robusto e ocupa mais espaço;

  • Retro iluminação poderá criar fantasmas (ex. legendas);

  • Maior tempo de resposta;

  • Tecnologia LCD com preço elevado.

O que é o OLED?

TV OLED - 2019

Organic Light-Emitting Diode, LED's organicos com a capacidade de emitir a sua própria luz. Ao contrário do QLED, cada LED é independente e permite apresentar fundos pretos com total precisão, isto porque, o LED recebe a instrução para não produzir luz e mantém-se desligado. Um dos slogans presentes nestes modelos OLED é "Pretos mais Pretos e Brancos mais Brancos."

Muito semelhante aos ecrãs P-OLED e AMOLED, encontrados em alguns smartphones.

Sem a necessidade da retro iluminação encontramos um ecrã mais fino, com um tempo de resposta mais rápido (0.01ms), mais elegante e de mais fácil visualização num ambiente escuro. O painel produz 100hz nativos sendo uma mais valia para um utilizador gamer, evitando arrastamentos na imagem.

Os televisores OLED são recheados de extras, aconselhado para conteúdos HDR10, Dolby Vision e Dolby Atmos. O OLED está em expansão, tem sido comercializada e explorada por várias marcas, o que permite explorar o potencial da tecnologica. A Sony, por exemplo, desenvolveu o primeiro televisor com Acoustic Surface, vibrações emitidas pelo painel que propagam o som por toda a tela.

OLED - Prós

  • Fundos escuros perfeitos, brancos brilhantes;
  • Painel de rápido tempo de resposta;
  • Televisores mais finos e elegantes;
  • Ângulos de visão perfeitos.

OLED - Contras

  • Consumo energético mais alto, em fundos brancos;
  • Disponível a partir dos 55", salvo algumas exceções;
  • Possível Burn-in;
  • Tecnologia de preço elevado.

Dica: De forma a evitares os raros, mas possíveis, burn-in's do ecrã OLED deverás ter atenção ao conteúdo da mesma. Não utilizar a TV em canais estáticos por mais de 10h-12h seguidas.

QLED vs OLED: qual a melhor opção?

É a batalha do século, no que diz respeito ao mercado televisivo. A taça pertence ao OLED por alguns anos consecutivos, até porque a utilização foi expandida para as outras marcas como a Panasonic e Sony. Contudo, a produção destes painéis é cara, demorada e só disponível em grandes tamanhos.

QLED está na ascensão, consegue ser produzido em maior quantidade e em tamanhos menores que os 55". A cada ano temos assistido a uma evolução constante do painel, com o melhoramento da qualidade de imagem, redução de fantasmas e maior equilíbrio de cores. Prevê-se que o sistema QLED sofra uma revolução, no que toca à iluminação do painel.

Se fores um gamer exigente, que aprecia uma experiência envolvente, com uma rápida taxa de resposta, cores naturais e que desfruta de um bom serão de cinema, OLED é a tecnologia acertada para ti! Podes optar pela QLED também, contudo não esperes um tempo de resposta tão bom quanto na OLED. Tens cores vibrantes, um sistema simplificado e experiência televisiva igualmente espetacular!

Para ti que gostas de cinema, o OLED oferece maiores opções a nível de software que ajudam a obter um resultado final espetacular, embora que em espaços muito iluminados possa perder alguma visibilidade. Quanto ao QLED, todos os efeitos são impressionantes, desde as explosões, efeitos especiais e tudo mais. O brilho produzido pelo painel permitem maior visibilidade, principalmente em cenários escuros, a palete de cores é muito boa e permite que não te escape qualquer pormenor.

Gosto pessoal, OLED é a minha escolha pelas cores naturais, painel de rápida resposta e o seu conceito minimalista. QLED é uma opção viável mas com alguns problemas que acompanham as TV LED's desde a sua criação, a retro iluminação é o seu maior defeito, ainda apresenta fantasmas e não existe solução.

Como tudo, gostos não se discutem e existe sempre quem prefira cores vibrantes a cores naturais, e vice-versa. QLED ou OLED ficarão sempre bem servidos, afinal são os suprassumos do mercado televisivo.

Pedro Ferreira
Pedro Ferreira
O amor pela tecnologia e gaming surgiu quando recebeu o primeiro computador em 2001. Concluiu o curso Tecnológico de Informática e ingressou na Worten com a especialidade de Áudio e Imagem, HI-FI. Gosto que se desenvolveu em conjunto com a tecnologia e que perdura até aos dias de hoje!