Afinal o primeiro iPhone com 5G pode não chegar em 2020

Carlos Oliveira

É sabido que 2019 não será o ano de estreia da Apple no mundo do 5G, ao contrário dos seus principais concorrentes. Mas para piorar a situação, um analista da UBS acredita que tal não irá suceder antes de 2021.

A razão para tal terá que ver com a Intel, que se julga vir a ser a única fornecedora da Apple para este tipo de modems. De acordo com Timothy Arcuri, a empresa norte-americana não será capaz de colocar o seu modem 5G no mercado a tempo de ser introduzido num iPhone em 2020.

Apple iPhone

A MediaTek e a Samsung poderiam ser encaradas como possíveis aternativas para a Apple, mas este analista não acredita que tal se concretize. Em primeiro lugar, porque o modem da chinesa não cumprirá com os requisitos mínimos da Apple. Já a Samsung seria descartada por uma eventual recusa da norte-americana em formar uma parceria com a sua principal rival.

A Apple poderá entrar no mundo do 5G apenas em 2021

Ora, é aqui que este relatório começa a ser duvidoso. O passado recente mostra-nos que a Apple não tem medo de comprar componentes á sua rival sul-coreana. Por exemplo, os iPhone X e iPhone XS utilizam ecrãs desenvolvidos pela Samsung.

Em todo o caso, poderá suceder que a Intel não consiga cumprir com os prazos já definidos para o desenvolvimento do seu modem 5G. Importa notar que a empresa de semi-condutores promete disponibilizar o seu modem no final deste ano.

iPhone XS

Caso a Intel não cumpra com este prazo, a Qualcomm seria a escolha mais indicada para a Apple para os seus iPhone com 5G. Todavia, todos sabemos que tal não irá suceder, pelo menos para já.

Estas duas gigantes norte-americanas estão envolvidas em várias disputas legais naquele país. Tal cenário fez com que as suas relações fossem cortadas, colocando assim a Qualcomm fora desta equação.

Caso a previsão de Arcuri venha a confirmar-se, a Apple ficará ainda mais para traz na corrida pelo 5G. Não é que a empresa liderada por Tim Cook se preocupe em ser a primeira a fazer algo, mas tal cenário poderá despertar algum descontentamento no seio do mercado tecnológico.

Editores 4gnews recomendam:

Via

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.