Patente da Huawei revela um smartphone com dois ecrãs!

Filipe Alves
Comentar

A Huawei pode até estar limitada no software dos seus smartphones nos últimos tempos, contudo, a fabricante continua a inovar consideravelmente o seu hardware.

A nova patente é o reflexo disso mesmo. A imagem da patente da Huawei mostra-nos que a fabricante está a trabalhar num smartphone com dois ecrãs. Não é a primeira vez que vemos um terminal com esta tecnologia, porém, seria o primeiro da Huawei.

Ecrã traseiro deste smartphone Huawei será menor que o frontal

Huawei smarpthone patente

Esta patente mostra-nos que o ecrã traseiro será apenas um "auxiliar" ao ecrã frontal. Ou seja, em vez de termos um ecrã ponta-a-ponta, teremos só um pequeno ecrã logo abaixo das câmaras traseiras.

Aliás, este smartphone tem uma câmara frontal, porém, podia muito bem não ter. Com aquele ecrã traseiro, o utilizador poderá usufruir da qualidade das câmaras traseiras para as suas selfies e videochamadas.

Huawei smartphone patente

O resto do smartphone não é muito diferente àquilo que vemos no mercado neste momento. Um retângulo com botões nas laterais para controlar o volume e o botão power. De referir que na patente vemos ainda uma entrada 3.5" para os headphones. Algo que já não é propriamente habitual nos dias de hoje.

Isto pode também significar que o terminal não é um topo de gama. Lembro que a Huawei não revela esta tecnologia nos seus topo de gama desde o Huawei P20.

É apenas uma patente

Temos também de ter em atenção que estes desenhos são apenas uma patente. Ou seja, nada nos garante que o este smartphone verá a luz do dia. Sabemos que a Huawei trabalhou nesta tecnologia ao ponto de a achar valiosa para a patentear. Assim sendo, o smartphone só precisa de passar do papel para a realidade. A ver vamos.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.