Passo de gigante para o setor energético! Reator de fusão nuclear bate recorde

Abílio Rodrigues
Comentar

Na noite de Natal, enquanto muitos se preparavam para dar as boas-vindas ao Pai Natal e abrir os seus presentes, um grupo de cientistas na Coreia do Sul assistia a um passo muito importante para o setor energético mundial.

A equipa do Korea Superconducting Tokamak Advanced Research (KSTAR) conseguiu atingir durante 20 segundos uma temperatura de 100 milhões de graus centígrados no seu reator de fusão nuclear.

Recorde anterior de um reator de fusão nuclear era de 8 segundos

Este dispositivo de fusão nuclear é também conhecido como "Sol Artificial Coreano," e representa um projeto conjunto entre o Instituto Coreano para a Energia de Fusão (KFE), a Universidade Nacional de Seul (SNU) e a Universidade de Colombia dos EUA.

Desta feita, os peritos conseguiram manter o reator a funcionar durante 20 segundos, mais do dobro do recorde anterior, que foram 8 segundos. Em 2018, foram conseguidos apenas 1.5 segundos, o que atesta bem dos progressos feitos em apenas dois anos.

Para o conseguirem, tiveram de recriar as reações de fusão que ocorrem no Sol, colocando isótopos de hidrogénio no interior de um dispositivo de fusão, neste caso o KSTAR. A criação de um estado plasmático separa iões de eletrões, sendo necessário aquecer e manter os iões a temperaturas extremamente elevadas.

Grande passo para o futuro das energias limpas

Segundo os peritos, o fator determinante para o sucesso desta operação foi a melhoria do desempenho do módulo de Barreira de Transporte Interno (ITB), responsável pela estabilidade do plasma.

O diretor do KSTAR, Si-Woo Yoon, descreveu este feito como um ponto de viragem importante na corrida às tecnologias para operações plasma de longa duração. Yoon enfatizou ainda o seu potencial para transformar o setor energético e abrir espaço ao fim da dependência do carvão e outras fontes de energia com base em CO2.

Até 2025, os responsáveis por este projeto pretendem conseguir que o KSTAR funcione durante 300 segundos (5 minutos).

Editores 4gnews recomendam:

Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.