Os tablets ainda não morreram graças à Apple!

Filipe Alves
Comentar

Se há uns anos a moda de ter um tablet era grande, nos dias de hoje a situação não é a mesma. A Apple é uma das poucas fabricantes que continua a crescer no segmento. Temos ainda de ter em consideração que um iPad é, normalmente, mais caro que qualquer outro tablet.

No mais recente relatório da IDC, analistas de mercado, vemos a Apple a a liderar, mais uma vez, este segmento de mercado. A Amazon está logo atrás com os seus "Fire" e nem o seu preço baixo os faz ultrapassar a empresa da maçã trincada.

Apple lidera a lista de fabricantes que mais vendem tablets

Apple tablets vendas

Este relatório mostra que a Apple cresceu na venda de tablets no terceiro trimestre de 2019 com mais de 11 milhões de unidades vendidas.

Em segundo lugar temos a Amazon com 5.5 milhões e em terceiro a Samsung com 4.6 milhões. De referir que só a Apple, Amazon e Lenovo subiram os números face ao ano anterior.

O sistema operativo iPadOS é o responsável

Ainda que se chame iPadOS, os iPads partilham um sistema idênticos aos iPhones. Vamos chamar-lhe de um iOS melhorado. Esta melhoria fez crescer a demanda das vendas e os iPads continuam a faturar mais do que qualquer outro concorrente.

Apple iPad mini tablets

A Amazon está bem situada no segundo lugar, porém, o projeto é totalmente diferente. O objetivo não é uma máquina de trabalho, mas sim de lazer e para os mais novos.

Os concorrentes diretos da Apple são a Samsung, Huawei e Lenovo. Todos eles consideravelmente abaixo da empresa de Tim Cook. Certamente porque o sistema Android é péssimo para ecrãs grandes. Não há nada que possas tirar de proveito a não ser ter um gadget para multimédia. Embora seja fantástico para um smartphone, está longe de ser o melhor para tablets.

A Google tem investido no ChromeOS e há quem acredite que esse pode vir a ser o grande concorrente do iPad no futuro. Para já, a Apple lidera sem grande esforço.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.