Os browsers mais utilizados de 1996 a 2019: conhece a história da navegação na internet!

António Guimarães
3 comentários

No Reddit foi recentemente partilhado um vídeo que mostra uma cronologia dos browsers de desktop mais utilizados. Essa cronologia começa em 1996, nos primórdios da internet até aos dias de hoje em 2019.

É um vídeo que nos dá a conhecer a história de como os navegadores mudaram e evoluíram. A informação foi recolhida pelo canal de YouTube Data is Beautiful. Vê o vídeo.

De 1996 a 2001 o Netscape e o Internet Explorer eram reis

Caso sejas um utilizador de internet da velha guarda, é provável que te lembres do Netscape. Durante os anos 90, era o browser mais utilizado globalmente. Essa supremacia foi gradualmente perdida a favor do Internet Explorer, que ultrapassou o Netscape em 1998.

É importante mencionar ainda o primordial Mosaic, o navegador responsável pela popularidade do sistema WWW (World Wide Web) e internet no geral. Em 1997, devido à percentagem de utilizadores abaixo de 1%, Mosaic foi descontinuado. No entanto o seu legado deve ser reconhecido.

Em 2002, o Firefox surgiu como alternativa ao Internet Explorer

O Firefox começou a era das alternativas ao Internet Explorer, que continha cerca de 95% de quota de mercado. O Netscape estava a morrer lentamente entretanto. O Firefox começou a crescer rapidamente conquistando 25% de quota até 2008.

Entretanto, o Apple Safari começou a ganhar popularidade entre os utilizadores de MacOS. O Safari teve uma versão para Windows que entretanto foi descontinuada. O Opera também surgiu por volta desta altura, sendo uma terceira alternativa aos navegadores existentes.

Tudo mudou em 2009 quando a Google lançou o Chrome

No final de 2009, a Google lançou o que viria ser o browser mais popular da atualidade: Google Chrome. Aquando do seu lançamento, bastaram apenas 3 anos para ultrapassar o Firefox e tirar a coroa ao IE em 2012.

Devido à popularidade do Chrome, quase todos os outros browsers sofreram descidas na utilização. O único que se manteve estável foi o Opera com cerca de 2% de utilização em 2015.

O estado atual dos browsers

As coisas não mudaram muito até ao segundo trimestre de 2019. Vamos ver a lista dos 6 navegadores mais utilizados e as suas respetivas quotas de mercado.

  • Google Chrome - 70.71%
  • Firefox - 9.76%
  • Safari - 5.64%
  • Internet Explorer - 5.03%
  • Microsoft Edge - 4.50%
  • Opera 2.45%

Como podemos ver, dificilmente haverá um navegador que consiga tirar o Chrome da supremacia. No entanto, é provável que o mesmo tenha sido dito sobre o IE nos anos 90 portanto, é aguardar pela próxima grande novidade. O Firefox mantém o seu segundo lugar confortável seguido pelo Safari, suportado pelos fiéis utilizadores de MacOS.

Os 3 últimos lugares mostram o IE ainda com relevância devido ao número de empresas que ainda o utilizem, apesar de obsolescência. O Microsoft Edge está quase a apanhar o seu antecessor e é esperado que o faça até ao final do ano. No final da lista temos o modesto Opera, relaxado com os seus 2.45%.

Editores 4gnews recomendam:

3 comentários
António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.