OnePlus 3T levanta novas preocupações com a privacidade do utilizador

Rui Bacelar
Alibaba OnePlus 3 OnePlus 3T Android Oreo Android Oreo HydrogenOS
O que estará a motivar esta postura da marca? Quando chegará ao fim?

A OnePlus volta a estar sob suspeita de partilhar informações pessoais com terceiros. A privacidade do utilizador é um assunto algo recorrente no seio desta marca, nem sempre pelas melhores razões. A marca chinesa é agora acusada de enviar informações dos utilizadores do smartphone OnePlus 3T diretamente para os servidores da loja online AliBaba. A marca entretanto já reagiu, defendendo-se publicamente.

O caso foi exposto no fórum oficial da marca por um utilizador bem atento. Este, vigiou cuidadosamente o tráfego de informações no seu OnePlus 3T. Vigiou tudo o que entrava e tudo o que saía do seu smartphone. Aquilo que este utilizador preocupado com a sua privacidade encontrou foi sem dúvida alarmante. Sem razão aparente, o seu smartphone estava a enviar dados para um servidor na China.

Vê ainda: 5 pacotes de ícones para personalizares o teu Android

Importa referir que este "lapso" foi detectado numa das mais recentes versões Beta para o OnePlus 3T. O utilizador desta build de testes reparou que as informações presentes na "Área de Transferência". Na área de transferência ou clipboard temos, por exemplo, os links que copias para posteriormente partilhar, entre outras informações.

OnePlus e o dilema da privacidade do utilizador

Em suma, tudo aquilo em que o utilizador selecionasse para "Copiar" - desde links, sites, contactos, fotos, etc. Essencialmente todo o conteúdo que selecionasses e escolhesses "Copiar" para posteriormente partilhar ou colar em qualquer outro sítio.

Tudo isso estaria a ser encaminhado para um servidor na China. Por sua vez esse servidor pertence a uma das maiores plataformas de vendas online na China, a AliBaba. Entretanto a OnePlus já veio a público e a sua resposta é igualmente preocupante. Segundo a própria, a prática não é incomum neste grande mercado mundial. Deveríamos ficar tranquilos com esta explicação?

O perspicaz membro do fórum oficial com o nome v1nc detetou esta atividade suspeita no seu OnePlus 3T. Ao analisar os conteúdos do firmware Beta encontrou uma nova aplicação de sistema. Identificável pelo nome "com.oneplus.clipboard", esta estaria a tentar ganhar acesso à rede depois de o utilizar ter atualizado para a nova versão Beta, já com o Android Oreo. Compilação que foi disponibilizada em dezembro e que já trazia o patch de segurança referente a esse mesmo mês.

Entretanto, o AndroidPolice, fazendo jus ao seu nome já contactou a OnePlus. A marca já veio a público defender-se dizendo que isto apenas sucedia na versão Beta para o OnePlus 3T. Pode ler-se na resposta oficial da OnePlus:

Aplicação de sistema no OnePlus 3T estava a enviar os dados da "Área de Transferência" para a China

"Our OnePlus beta program is designed to test new features with a selection of our community. This particular feature was intended for HydrogenOS, our operating system for the China market. We will be updating our global OxygenOS beta to remove this feature". Salientou um representante oficial da marca chinesa relativamente às preocupações com a privacidade do utilizador.

Aqui a OnePlus tenta justificar este procedimento ao afirmar que as versões Beta são concebidas para testar novas funcionalidades junto da comunidade de testers. A sua comunidade de utilizadores que costumam experimentar as versões Beta.

Até aqui tudo muito bem. Continua, afirmando que esta funcionalidade em particular, que estaria a por em risco a privacidade do utilizador, era destinada à HydrogenOS, a sua ROM destinada ao mercado chinês. Aparentemente, é uma prática comum no maior mercado mundial de smartphones e dispositivos móveis.

Detalhes da aplicação de sistema em causa no OnePlus 3T

OnePlus 3T Android Oreo privacidade utilizador
A marca veio a público defender-se. Admitiu a prática deste tipo de ações.

Contudo, esta mesma funcionalidade estava presente também na versão Beta da OxygenOS, a ROM destinada ao mercado global. A marca afirma também que irá remover esta função que estava a enviar enviar certas informações do utilizador para a China já na próxima atualização da sua OxygenOS.

Mas há mais...Ainda em jeito de resposta ao pedido de esclarecimentos por parte da Android Police, a OnePlus afirma esta funcionalidade não é incomum na China. Tratar-se-á de prática comum no mercado chinês. Em suma, a OnePlus assumiu publicamente que a única "função" desta aplicação de sistema era o envio das informações para o servidor na China.

OnePlus tem que assegurar a privacidade do utilizador

Aqui, a APK em questão não está presente na versão estável da OxygenOS para o OnePlus 3T. De momento não sabemos se esta mesma aplicação de sistema também está presente na versão Beta da OxygenOS para o OnePlus 3. Até ao momento, ninguém parece ter encontrado essa aplicação a não ser na versão Beta para o 3T.

Em suma, a marca afirma que esta prática apenas se destina à versão chinesa do smartphone. Isto é, a versão com a HydrogenOS. Tal não se deverá aplicar à versão global que utiliza a OxygenOS.

Contudo, os factos são simples. Esta APK de sistema estava presente na versão Beta da OxygenOS. Esta destina-se aos mercados globais e não só à versão destinada ao mercado chinês. O que podemos retirar daqui?

Qual a tua opinião, enquanto utilizador e consumidor, sobre tudo o que acaba de ser exposto? Deixa-nos a tua opinião abaixo, na secção dos comentários.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Android Oreo no OnePlus 5 está perfeito com a OxygenOS 5.0.1

Estás a pensar comprar um smartphone Android? É melhor esperares…

Samsung Galaxy S8 e Galaxy S8 Plus, quando chega o Android Oreo?

Fonte | Via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).