iphone6sbatteryA resposta está à frente dos teus olhos, sim, nesta imagem de topo. Não acreditas? Então passo a explicar, as razões para a bateria ter uma menor capacidade, como será a autonomia e porque é que simplesmente não fazem um iPhone mais espesso para acomodar uma bateria maior?!

O Apple iPhone 6s e iPhone 6s Plus não parecem muito diferentes dos seus antecessores mas a Apple até conseguiu introduzir várias melhorias nesta nova geração, especialmente no Apple iPhone 6s Plus. No entanto ambos possuem a tecnologia 3D Touch que permite ao iPhone detectar o nível de pressão que estás a aplicar no ecrã e agir de acordo com essa avaliação, esta é a boa notícia. A má? Esta inovação acarreta um custo, precisa de espaço e quem sofreu foi a bateria que teve de diminuir em capacidade para acomodar o Taptic Engine.

   

É verdade, como podem ver pela foto acima, um “screenshot” ou Captura de ecrã do vídeo de apresentação do  iPhone 6s onde a Apple habitualmente mostra a fabulosa engenharia dos seus produtos, conseguimos ver a indicação do tamanho da bateria, 1715 mAh, uma ligeira diminuição em relação à bateria de 1810 mAh do Apple iPhone 6.

Dos 1810 mAh de bateria do iPhone 6 passamos para 1715 mAh neste iPhone 6s, será a sua autonomia ainda pior?

Se já estás a temer pela bateria do teu potencial novo iPhone 6s então acalma-te, ele terá autonomia para um dia de uso. Segundo a Apple, o seu novo smartphone terá a mesma autonomia que o iPhone anterior o que sugere um aumento na eficiência energética nos novos modelos.

Um outro factor que certamente contribuiu para a dimensão do tamanho deste  iPhone 6s foi a inclusão do Taptic Engine que ocupa algum do espaço que pertencia à bateria. Este novo sensor detecta e processa os vários níveis de pressão aplicados ao ecrã, medindo as minúsculas diferenças de distância e flexão entre o painel de vidro protector e o painel de iluminação do ecrã em si. Pequenas maravilhas de engenharia que, obviamente ocupam algum espaço físico.

Relativamente ao novo phablet, o  iPhone 6s Plus, a Apple não revelou o tamanho da sua bateria e teremos que esperar até que alguém o desmonte e satisfaça a nossa curiosidade. Até lá, se estiveres a comparar as especificações entre a nova e antiga geração de iPhone’s a verdade é que vais encontrar uma bateria menor no novo modelo, um ponto sempre negativo independentemente da optimização de energia que consigam fazer.

Vê também: Samsung vs Apple: “O Galaxy tem carregamento sem fios, o iPhone não!”Apple-iPhone-6s---all-the-official-images.jpg-23Vê também: Autonomia da bateria do iPhone 6S e iPhone 6S Plus já são conhecidas

No dia-a-dia, creio que os utilizadores do  iPhone 6 não vão notar diferenças na autonomia da bateria quando passarem a utilizar o novo modelo, pelo menos isso. Aliás, segundo o chefe de design da Apple, Jony Ive, as pessoas usam cada vez mais os seus iPhones pela simples razão de eles serem tão leves e elegantes portanto é normal que os tenham de carregar mais vezes. Uma premissa válida, sem dúvida, até porque o novo iPhone está ainda mais rápido e mais potente graças aos 2 GB de memória RAM e ao processador Apple A9, algo que deverá apaziguar os ânimos a muitos de vocês.

Numa nota pessoal, eu sinceramente preferia que os smartphones fossem ligeiramente mais espessos em troca de uma autonomia de bateria bem melhor, especialmente no caso da Apple e dos seus iPhone’s, um pouco mais de espessura favorecia-os e de que maneira! Não só os tornava mais robustos, mais firmes na mão, bem sei que sou homem e as minhas mãos são toscas mas considero o iPhone 6 e, por analogia, o iPhone 6s, demasiado delicados, bem que precisavam de mais uns milímetros de espessura e se isso significasse uma maior bateria, que mais podíamos pedir?

Mais uma vez o senhor Jony Ive tende a discordar da minha opinião, segundo ele, “com uma maior bateria o iPhone seria mais pesado, menos ergonómico e menos atraente”. Bem, se formos minuciosos, o novo iPhone 6s e iPhone 6s Plus são ligeiramente mais pesados e nem por isso a Apple os apelidou de “cabaços desconfortáveis”. Além disso, a marca parece preferir fechar os olhos e virar a cara ao lado aos milhares de utilizadores que tem que usar uma capa de protecção com bateria integrada para não estarem dependentes de uma tomada. Pois bem, o que é feito da elegância, hum?

Bom, para não assumirem que estou a tomar partido por um ou outro sistema operativo, a Apple não foi a única a encolher as suas baterias, este ano a Samsung até se antecipou ao reduzir o tamanho da bateria do Galaxy S6 em relação ao Galaxy S5, além do Note 5 em relação ao Note 4 e por aí fora. Bem, mas pelo menos integrou as tecnologias de carregamento rápido e carregamento sem-fios, trunfos que não tardou a utilizar contra os novos equipamentos da Apple.

Mesmo os maiores maratonistas de bateria como os vários Sony Xperia, em particular a nova gama Sony Xperia Z5 que promete dois dias de autonomia, o OnePlus 2 e alguns #chinaopoder como o Elephone P8000, entre outros, em nada se comparam quando pensamos na autonomia de bateria dos telemóveis de outrora, naquele tempo em que bastava carregar o “não-smartphone” uma vez por semana, duas no máximo.

Vê também: Mas afinal o que é o Force Touch ou 3D Touch do iPhone 6SApple-iPhone-6s---all-the-official-images.jpg-24Vê ainda: As novidades do Apple iPhone 6s Plus, a mesma aparência com muito mais potência!

É verdade que nós agora não largamos os smartphones, passamos muito mais tempo a utiliza-los, isso é inegável e a maneira como os usamos tem um impacto directo na sua autonomia de bateria, algo que pode ser ligeiramente melhorado ao desactivar algumas funções, ao hibernar ou fechar algumas aplicações, ao utilizar alguns métodos de poupança mas, nem mesmo o mais optimizado dos softwares nos consegue proporcionar mais de dois dias de uso normal e variado com um smartphone topo de gama.

Sinceramente fiquei com a impressão de que a Apple está a tentar descartar todas as queixas do público relativamente à fraca autonomia de bateria dos seus equipamentos, muito provavelmente, uma vasta equipa de engenheiros da Apple deve estar a debater-se com as limitações da tecnologia actual e a tentar ultrapassar estas barreiras para nos surpreender com um iPhone 7, quem sabe?

Até lá resta a consolação, a autonomia de bateria do novo iPhone 6s será praticamente a mesma do iPhone 6, se é que isso vos serve de algum consolo.

Talvez queiras ver:

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).