5G padrão Lisboa novo padrão
A capital lusa foi o palco deste acontecimento. Eis o que isto significará para os consumidores

A 3GPP é uma entidade que reúne engenheiros de todo o mundo. É responsável por standardizar ou criar padrões de tecnologias para redes móveis. Foi 3GPP esta aprovou recentemente, dia 20 de dezembro, o primeiro padrão para comunicações de quinta geração (5G). Tecnicamente, chama-se “release 15 NSA”. O melhor de tudo? A aprovação técnica, o aval técnico deste novo padrão aconteceu em Lisboa, durante um encontro desta entidade em Portugal.

Durante vários anos o grande tópico neste mundo da tecnologia tem sido o 5G. De que forma é que ele irá mudar as nossas vidas. Como é que alterará a forma como usufruímos dos nossos dispositivos móveis. De que forma é que mudará a nossa utilização das redes de comunicação móveis?

Vê ainda: 45 aplicações gratuitas na Google Play Store para o teu Android

Ora, Lisboa menina e moça continua a respirar tecnologia. Bem depois da WebSummit. Agora, estamos mais perto de entrar oficialmente na era do 5G e não, não vamos ter que mudar o nosso nome (4gnews = para génios). Algo que parece ter passado completamente ao lado de todas as outras publicações é o facto da capital portuguesa ter sido o palco deste aval da 3GPP.

3GPP deu o seu aval ao novo padrão 5G em Portugal

Este aval significa que o novo padrão 5G está definido, os seus limites e capacidades são agora conhecidos. A partir daqui a tecnologia pode começar a ser aplicada nos nossos smartphones. Contudo, ainda falta um longo caminho até que tal comece a ser comum. Mesmo assim, este foi um importante primeiro passo.

O novo padrão 5G que em Portugal se tornou realidade torna-se agora numa referência para que as especificações técnicas necessárias comecem a ser desenvolvidas. Isto é, a partir de agora as empresas saberão qual é a nova meta a atingir.

Na prática, a partir de 2019 começarão os testes com hardware capaz de tirar proveito deste novo padrão definido pela 3GPP em Portugal. Note-se que existirão duas ramificações para este novo padrão 5G. O independente e o dependente.

As ramificações do novo padrão 5G definido pela 3GPP

O primeiro utilizará a rede LTE existente e servir-se-á deste núcleo como uma âncora para futuros desenvolvimentos. Já o padrão independente ficará inteiramente controlável pelo utilizador. Este último estará pronto a partir de junho de 2018, sem qualquer relação com a rede LTE.

Aqui a típica LTE deve ser utilizada numa primeira fase. Isto para dar seguimento e garantir a entrega de acesso à internet móvel. A partir daí vai acrescentando novas bandas ou faixas. Entre estas temos as faixas de frequência de 650 MHz, 3,5 GHz, 5 GHz, 28 GHz, e 38 GHz.

Para tal, a Qualcomm tem trabalhado com outras parceiras e com a 3GPP para garantir uma compatibilidade e partilha de valências entre ambas as ramificações do 5G. Segundo avança a própria 3GPP isto também foi atingido esta semana, em Lisboa.

3GPP evolução novo padrão 5G Portugal
A evolução dos padrões

O novo padrão 5G apresenta várias inovações e avanços nas redes móveis sem fios e respectivas tecnologias que trarão benefícios para os dispositivos móveis. Neste ponto, a Qualcomm tem estado a tentar criar uma interface para 5G, algo que gradualmente tem conseguido completar. Estas pequenas etapas incluem o 5G NR escalável, o 5G NR de baixa latência, o suporte para 5G NR “Massive MIMO” e o formato mmWave para mobile, entre outros.

Em 2020 poderemos começar a usufruir do novo padrão definido em Portugal

Em suma, neste momento para os consumidores e para os seus dispositivos isto pouco impacto terá. Neste momento este novo padrão definido em Portugal será uma mais-valia a ser explorada pelas operadoras e suas parceiras. Uma nova meta a atingir gradualmente.

É o futuro, a nova referência mas ainda carece de bastante trabalho até que o consumidor comum possa usufruir deste novo padrão de comunicações. É igualmente importante para a Qualcomm uma vez que terá implicações para praticamente todos os aspectos de um smartphone. Não só o seu processador. Não só para o seu modem mas também para outros componentes.

Se quiseres, e para não perderes os próximos artigos, listas, dicas e análises, fiquem atentos às nossas redes sociais como a página de FacebookInstagram e claro, no YouTube. Acima de tudo, aproveita bem este período de família, paz e descanso!

Qualcomm é uma das empresas que mais apostam já no 5G

Faremos uma pequena interrupção agora no Natal. É tempo de aproveitar o tempo com a família e todos aqueles que nos são mais próximos do coração. Voltaremos em força, já em janeiro!

De tudo o que aqui foi dito deverás reter o seguinte. Foi definido e aprovado o novo release 15 NSA. Isto para dispositivos que ainda operam com as redes LTE, redes estas incapazes de funcionar noutras frequências.

Com novas taxas de latência e a maiores velocidades. Utilizando aqui uma analogia, poderíamos considerar ou imaginar que a rede móvel tal como a imaginas passará a ser dividida em em camadas ou fatias. Sendo o acesso do utilizador à internet feito apenas numa dessas camadas.

Por último, a entidade 3GPP estima que em 2019 serão lançadas as primeiras redes 5G para fins comerciais. Entretanto, a operadora Korea Telecom já testa a nova tecnologia. Mais ainda, a NTT Docomo do Japão e T-Mobile dos Estados Unidos estimam início das vendas de serviços de acordo com este novo padrão já em 2020.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Concept do OnePlus 6 Edge faz-nos sonhar com ecrã curvo neste Android

Samsung Galaxy S9 – Forbes acaba com as dúvidas

Apple processada por criar lentidão intencional nos antigos iPhone

Viaandroidheadlines
Fonte3GPPLive
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).