As 7 grandes novidades da Xiaomi Mi Band 5

Rui Bacelar

Apresentada em junho de 2020, a Mi Smart Band 5 da Xiaomi tem mais recursos que a versão anterior, a Mi Band 4. Em seguida damos a conhecer as melhores novidades da Mi Band 5, a nova a pulseira inteligente a chegar ao mercado em julho de 2020.

A smartband barata tem melhorias ótimas para desporto, saúde feminina, bem-estar e gestão de stress, personalização e para entusiastas da fotografia, ou vídeo. A autonomia da Mi Band 5 é de 14 dia e o preço continua muito acessível.

1. Ecrã maior com 1,1'' na Mi Band 5

Mi Band
A Mi Smart Band 5 tem pulseiras duráveis em 8 cores.

O design da Xiaomi Mi Band 5 é similar ao da antecessora, Mi Band 4, mas o ecrã é 20% maior, agora com 1,1 polegadas, display AMOLED, mais dinâmico e fácil de usar. Tem um brilho máximo de 450 nits, ajustável em 5 níveis.

O maior ecrã da nova smartband tem uma resolução superior, de 126 × 294 pixeis, além do espaço de cores RGB DCI /P3 que se traduz em mais fidelidade na apresentação de conteúdos. Vale frisar que a Mi Band 4 tem um ecrã de 0,95''.

Este aumento de ecrã é muito significativo num produto tão compacto para o nosso pulso. A nova smartband Xiaomi facilita a visualização das notificações do telemóvel Android e/ou iOS, bem como as demais métricas e navegação pela UI.

A nova Xiaomi Mi Band 5 conta com um revestimento em vidro temperado 2,5 D, que não só protege o novo e brilhante ecrã contra riscos e abrasões.

2. Carregador magnético para a nova smartband

Carregador magnético
A pulseira Mi Band 5 tem uma nova forma de carregar.

A autonomia para 14 dias, em média, torna a Mi Band 5 numa das melhores smartbands da atualidade. Está equipada com uma bateria de 100 mAh que alimenta um maior ecrã e novos sensores, sem aumentar o tamanho da pulseira.

A maior novidade é a forma de carregar a smartband Xiaomi. Não é necessário remover o núcleo inteligente da pulseira para o carregar e, para colocar a Mi Band 5 à carga, basta encostar o pequeno carregador magnético incluído na caixa.

Esta era um dos maiores "contras" da Mi Band 4, estando agora solucionada na Mi Band 5. O novo adaptador magnético é igualmente rápido a carregar a smartband e simplifica consideravelmente o processo de carga.

3. Sensores mais precisos para saúde e bem-estar

Leque
O novo sensor de frequência cardíaca PPG promete ser mais preciso.

A mais recente pulseira inteligente da Xiaomi reforça o desempenho das funcionalidades ligadas à saúde e bem-estar. Para tal, a Mi Smart Band 5 está equipada com um sensor PPG de alta performance, mais preciso e fiel nas diversas medições.

O algoritmo de registo da frequência cardíaca foi otimizado para medições mais fiéis do que nas gerações anteriores. A monitorização contínua do ritmo cardíaco está englobada no Índice de Vitalidade PAI, ou Personal Activity Intelligence.

A nova smartband conta com sensor de SpO2, ou oxímetro, que mede indiretamente a concentração de oxigénio no sangue. Esta avaliação e registo pode ser feita continuamente, durante 8 horas, com uma nova medição a cada segundo.

4. Até 11 modos profissionais de desporto na Mi Band 5

modalidades
A nova Mi Band suporta a monitorização de 11 modalidades.

O acompanhamento e monitorização da atividade física e saúde é o cerne da Mi Band e nunca como agora tivemos tantas funções para esse fim. A nova Mi Band 5 rastreia até 11 modalidades, ao passo que a anterior suportava apenas 6.

A pulseira faz a contagem constante dos passos com sensores melhorados a produzir resultados precisos. De acordo com a Xiaomi, o acompanhamento do sono está até 40% mais preciso e o dos movimentos e frequência cardíaca melhorou em 50%.

Lista de atividades / modalidades suportadas pela Mi Band 5:

  • Elíptica (novo)
  • Remo (novo)
  • Salto à corda (novo)
  • Ioga (novo)
  • Bicicleta estática (novo)
  • Passadeira
  • Corrida
  • Caminhada
  • Bicicleta
  • Natação
  • Exercício livre

A Xiaomi refere que a monitorização do sono foi muito melhorada e, em conjunto com a avaliação contínua da frequência cardíaca, poderá detetar problemas no descanso. O utilizador poderá consultar os relatórios na aplicação de companhia.

5. Recursos de saúde feminina na smartband Xiaomi

Mi Band
A pulseira da nova smartband em TPU é suave, macia e segura.

A Mi Band 5 da Xiaomi tem novidades para o público feminino, mais concretamente, funções dedicadas ao registo do ciclo menstrual, previsão e acompanhamento do mesmo, além de outros indicadores e métricas de saúde feminina.

Temos ainda a função de monitorização do stress que pode alertar e aconselhar o utilizador a ajustar a respiração, ou descansar e diminuir o ritmo. A isto juntam-se os alertas de sedentarismo, bem como os estímulos para manter uma vida ativa.

Funções que darão ao utilizador uma experiência mais completa e personalizada, sendo a Mi Band 5 uma smartband mais completa, não só no hardware, mas também no software e na sua app de companhia.

6. NFC UnionPay Quickpass para pagamentos contactless

Mi Band
O material da pulseira tem certificação GB/T 26572-2011 e RoHS

A geração anterior, a Mi Band 4, já utilizava a tecnologia NFC para pagamentos com o serviço Mi Pay, apenas na China. Para 2020, a Xiaomi incorporou o NFC na nova Mi Band 5 (versão global), habilitando os sistemas UnionPay e QuickPass.

Quem estiver à procura de uma smartband que permita fazer pagamentos contactless, tem neste produto uma boa opção. No entanto, não é clara a intenção da Xiaomi ativar esta função a nível global, aquando do seu lançamento, ou posteriormente.

De qualquer modo, é provável que o pagamento contactless venha a ser disponibilizado assim que a pulseira chegar ao nosso mercado, ou pouco após, mediante atualização do firmware.

7. Chegou a integração com a assistente virtual Alexa

Xiaomi
As pulseiras da Mi Band 5 estão disponíveis em 8 cores.

A versão global da nova smartband Xiaomi deverá ter integração com assistente virtual Alexa, da Amazon. A função não foi anunciada durante a apresentação, na China, mas tal pode mudar assim que o produto chegue também à Europa.

Ainda assim, a nova Mi Band não tem altifalante, dependendo do smartphone para a apresentação de conteúdos, ou comunicação por voz, bem como o processamento. Em síntese, a apresentação das respostas pode ser dada na pulseira, por escrito.

Até ao momento não temos indícios da compatibilidade, ou suporte, da nova smartband com a Assistente Google.

Há mais melhorias na nova Mi Band 5

Xiaomi

As caraterísticas da Mi Band 5 incluem a função de controlo remoto para a câmara fotográfica, permitindo disparar e captar a imagem. De igual modo, permite o controlo da reprodução de música e multimédia, tal como na Mi Band 4.

Esta smartband Xiaomi também permite desbloquear o telefone, o portátil, procurar o smartphone (alerta sonoro e vibratório), colocar o telemóvel em modo "Não Perturbar", consultar as mensagens SMS recebidas, além de aceitar ou rejeitar chamadas.

Permite ainda definir lembretes variados, consultar a meteorologia, cronómetro, temporizador e alarme. Mais ainda, temos o relógio mundial, algo útil para quem use mais do que um fuso horário na smartband.

As caraterísticas da Mi Band 5

Mi Band 4 Mi Band 5
Ecrã AMOLED de 0,95 '' AMOLED de 1,1''
Modos de exercício 6 modos 11 modos
Temas 77 temas mais de 100 temas
Assistente virtual XiaoAI XiaoAI / Alexa
Monitorização do sono noturna - deteção de sono contínua - 24 horas
Carregamento base de carregamento carregador magnético
Autonomia média de 20 dias média de 14 dias
Funções NFC Transportes, Alipay, Transportes, Alipay e UnionPay
Resistência à água até 50 m até 50 m
Monitorização cardíaca contínua - 24 horas contínua - 24 horas

A Mi Smart Band 5 Global chega em julho de 2020

Relativamente ao preço e disponibilidade, a Xiaomi Mi Band 5 começa chegar às lojas no dia 18 de junho, na China. O lançamento da versão global está agendado para o próximo mês de julho de 2020, sem data concreta para a chegada às lojas.

O preço da Mi Band 5 mantém-se inalterado face à Mi Band 4. A versão sem NFC custa 189 yuan na China, cerca de 24 €. Já a versão com NFC custa 229 yuan, perto de 29 €, com algumas lojas online a avançar 39 € nesta versão.

De qualquer modo, temos que esperar até julho de 2020 pelo lançamento da versão global. Aí teremos a confirmação do preço para Portugal.

Sabe mais sobre a Xiaomi:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.