Nothing Phone (1) recebe duas boas melhorias com esta atualização

Bruno Coelho
Comentar

No mês de julho, o Nothing Phone (1) foi apresentado ao mundo. É um smartphone com design arrojado, focado na experiência do utilizador. Por isso mesmo, continua a receber atualizações para corrigir os primeiros bugs identificados.

Se compraste um Nothing Phone (1), neste momento já se encontra disponível a versão 1.1.2 da Nothing OS. É uma pequena atualização com 35,23 MB, mas que traz melhorias que alguns utilizadores vão dar valor.

A versão 1.1.2 do Nothing OS chegou
A versão 1.1.2 do Nothing OS chegou

Desempenho de carregamento melhorado

Na imagem acima podes ver todos os detalhes sobre a atualização, sendo que um dos mais importantes é no carregamento do smartphone. A marca afirma que o smartphone terá o desempenho de carregamento melhorado, bem como a compatibilidade com carregadores de terceiros otimizada.

Ecrã sempre ligado com mais personalização

Outra das melhorias está na funcionalidade de always-on-display (ecrã sempre ligado). A partir de agora, esta funcionalidade passa a estar desligada por defeito durante a noite, sendo que os utilizadores podem definir o horário que mais lhes convenha para a ativarem.

Sensor de impressões digitais com ícone sempre ativo

Os utilizadores também passam a ter mais uma opção para o sensor de impressões digitais no ecrã. Passam a poder ter o ícone desta funcionalidade ativo, mesmo quando o resto do ecrã está desligado.

nothing phone 1

Além destas três novidades, foi resolvido um problema com um codec de Bluetooth não especificado. As restantes linhas da atualização referem-se a melhorias em detalhes da user interface, correções de erros gerais e melhorias de estabilidade.

Será interessante perceber se esta constante de atualizações vai continuar, para resolver atuais e futuros erros que o smartphone possa ter.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.