Nokia 8 é desmontado passo-a-passo. Será fácil de reparar?

Carlos Oliveira
Nokia 8
Será o Nokia 8 fácil de reparar?

Este ano que agora se aproxima do seu fim, foi o ano em que a finlandesa Nokia regressou ao mercado. Foram vários os smartphones que a HMD nos apresentou com o nome desta mítica empresa de telecomunicações, sendo o Nokia 8 o seu primeiro topo de gama Android.

Vê ainda: WeTek apresentará novo serviço de streaming na Web Summit

Desde sempre que Nokia e resistência foram duas palavras diretamente associadas. Os equipamentos da marca sempre foram caracterizados pela sua capacidade de resistir às adversidades e o Nokia 8 segue os mesmos padrões, algo constatado no teste de resistência de JerryRigEverything.

Depois deste teste, foi tempo de o mesmo JerryRigEverything atestar o quão será fácil, ou não, desmontar o topo de gama Android apresentado pela HMD Global. Logo no início do vídeo, Zack refere que esta será a primeira vez que irá desmontar um Nokia.

O primeiro passo para vermos o interior deste equipamento será remover o seu ecrã. Este terá de ser aquecido antes de conseguires descolá-lo da estrutura do equipamento, separação essa que terá de ser feita com cuidado para não arruinares o ecrã do smartphone. Deparamo-nos ainda com dois cabos que ligam este ecrã à motherboard do Nokia 8.

Nokia 8 possui um caricato sistema de dispersão de calor

Entre este componente e os restantes que compõem o equipamento encontra-se uma placa aparafusada por 19 parafusos, sendo que nem todos possuem a mesma dimensão. Depois de removida esta placa, na sua parte traseira encontra-se a bateria de 3090mAh que alimenta todo o potencial deste equipamento. Estando esta bateria num compartimento próprio, torna-se mais simples a sua substituição.

Um dos pontos mais curiosos deste Nokia 8 prende-se com o seu sistema de arrefecimento e dispersão de calor. O mesmo possui um grande tubo de calor de cobre mesmo por debaixo da sua bateria, ao invés de se situar por cima do seu processador.

Isto significa que o calor produzido pelo Snapdragon 835 irá ser, inicialmente, conduzido para a estrutura de alumínio do equipamento e só depois chegará ao cobre. Uma abordagem pouco ortodoxa mas que parece cumprir com o objetivo.

Importa ainda referir que grande parte dos componentes deste equipamento são modulares, presos por meros parafusos, o que facilita o processo de reparação. Contudo, de uma forma global, este não será dos smartphones mais simples de reparar mas o seu ecrã e bateria podem ser facilmente substituídos.

Estas são algumas das conclusões retiradas do processo de reparação do Nokia 8, graças ao vídeo de JerryRigEverything. Sem mais delongas, deixarei o vídeo em questão abaixo para que possas ver por ti todo o processo de desmontagem deste smartphone Android.

Outros assuntos relevantes:

Como entrar no programa Beta da Samsung para o Android Oreo

Google Assistant chega aos smartphones da Ulefone

OnePlus 5T – Carl Pei mostra o novo Modo Retrato e garante o Jack?

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.