Mulher deixa o smartphone por 8 meses e está prestes a ganhar quase 100 mil euros por isso!

Filipe Alves
1 comentário

Um concurso de uma empresa de água de vitaminas elaborou um concurso em que oferecia quase 100 mil euros (100 mil dólares equivalente a 91 mil euros) a quem se atrevesse a deixar o smartphone por um ano.

Foram mais 100 mil inscrições até que a empresa escolheu Elana Mugdan, uma escritora, para ser a concorrente a testar. O objetivo é deixar o smartphone inteiramente durante um ano. Se conseguir, ganha quase 100 mil euros.

Elana Mugdan recebeu um telemóvel "burro" e tem de passar no detetor de mentiras

Elana Mugdan smartphone
Esta é a Elana Mugdam com o seu telemóvel "burro" da Kyocera

Elana Mugdan refere que não foi simples viver com um telemóvel "burro", contudo, fez-lhe perceber o quão a vida é mais "livre" sem um smartphone. Ainda assim, também passou por momentos onde o smartphone a teria ajudado significativamente.

Mesmo com as vantagens do smartphone na vida pessoal de Elana, a escritora referiu que não voltará a usar um smartphone depois do concurso.

Duas situações que seriam resolvidas com um smartphone

Nestes 8 meses, Elana referiu duas situações que poderiam ter sido evitadas se tivesse um smartphone. Uma delas quando escreveu um número de telefone errado e ficou "perdida" no aeroporto de Seatle. Como não tinha smartphone não teve a possibilidade de procurar o número correto nem de ligar a um Uber ou Taxi.

Numa outra situação, Elana estava a conduzir numa zona desconhecida quando o seu carro acende a luz de problemas no motor. Com esta situação, a Elana não tinha ideia onde é que estava em concreto, para onde deveria ir de forma a parar o seu carro numa zona segura para resolver o problema. Em ambas as situações, os problemas foram resolvidos, contudo, com um smartphone teria sido bem mais simples!

Elana diz que não vai mais usar um smartphone mesmo depois do concurso

Elana escreveu no final do concurso "Ficar longe do smartphone foi libertador, abriu-me os olhos e me tornou mais consciente de alguns dos meus maus hábitos. Agora estou a trabalhar para mudar minha vida, lenta mas seguramente, dia após dia... estar com pessoas que estão constantemente a olhar para o seu smartphone, mostrando um ao outro seus telefones e tirando selfies, realmente destaca o quão viciados todos são.

Agora sinto-me como alguém de fora a olhar para algo estranho e um pouco perturbador... Decidi que nunca mais voltarei aos smartphones quando o concurso de um ano terminar. Acho que não posso confiar na tecnologia - se tiver acesso a um smartphone, suspeito que voltarei a abusar dele, perdendo tempo, ficando acordado a noite toda e ficar novamente viciada nas redes sociais e realmente não quero voltar a tudo isso."

Boa sorte Elana, espero um dia estar também num concurso desses!

Editores 4gnews recomendam:

1 comentário
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.