Motorola One Action chegará ainda este mês com processador Samsung! O preço promete!

Filipe Alves
Comentar

O Motorola One Action é um dos próximos smartphones a ser revelados e trará um processador da Samsung no seu interior. As especificações do novo smartphone já são (teoricamente) conhecidas e se o dispositivo chegar pelos 300€ que se tem falado, é muito provável que venha a ter sucesso.

Até porque a Motorola é uma das empresas que continua a apostar em Android puro para os seus equipamentos. Este Motorola One Action não deverá ser diferente.

Motorola One Action

Possíveis especificações do Motorola One Action

  • Ecrã 6.3" polegadas
  • Resolução FullHD+
  • Buraco no ecrã para a câmara frontal
  • Leitor de impressões digitais no logo traseiro
  • Processador Samsung Exynos 9609 até 2.2Ghz
  • Memória interna de 32GB, 64GB e 128GB
  • Memória RAM de 3GB e 4GB
  • Câmara traseira tripla de 13MP + grande angular + profundidade (MP desconhecidos)
  • Câmara frontal de 13MP
  • Bateria 3500mAh
  • Android Pie com Android One

Espera-se que estas especificações sejam vendidas por 299€. Um preço que convence se apenas olharmos para o mercado retalhista físico. Ou seja, por este valor já consegues facilmente um Xiaomi Mi 9T ou até um Mi 9 (topo de gama) por pouco mais de investimento.

A Motorola precisa de atacar na Europa

A Motorola está com problemas para se afirmar no mercado europeu, contudo, continua forte no Brasil. Isto porque a dificuldade de importar produtos no Brasil sem as elevadas taxas é cada vez mais complicado.

Assim sendo, a Motorola tem esse mercado como primário. Mesmo assim, acredito que devia olhar para o mercado europeu de forma mais séria. Até porque é uma marca que as pessoas confiam e não tem muito a reclamar. Vamos lá ver se é desta que as coisas mudam.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.