Módulos do iPhone XI mostram o design do smartphone

Filipe Alves

Está a chegar a hora de começarmos a ver as fugas de informação do Apple iPhone XI e para já tudo parece bater certo. As informações chegaram no início deste ano e referiam que o smartphone chegará com 3 câmaras traseiras.

Hoje temos pela primeira vez os alegados módulos de construção dos smartphones e podemos confirmar o tal design traseiro. Se estes módulos forem realmente fidedignos podes esperar umas lentes bem maiores do que as do sucessor.

Apple iPhone XI

Podemos também observar nas imagens a parte frontal do alegado iPhone XI. Assim sendo, podemos presumir que a Apple voltará a trazer a notch aos seus smartphones. Uma notch grande e com a mesma quantidade de sensores na parte frontal.

Isto significa que o investimento no Face ID continuará. Numa altura que os fabricantes concorrentes investem forte no sensor biométrico no ecrã, voltaremos a ver a Apple a insistir no seu reconhecimento facial.

Porém, temos de admitir que o Face ID da Apple é seriamente mais capaz que os concorrentes. Ainda que não seja o sensor mais rápido a desbloquear o smartphone, é o único que nos dá uma segurança acima da média. Aliás, todos os pagamentos com o iPhone estão associados a este método de desbloqueio.

A insistência na notch no iPhone XI continuará

Apple iPhone XI frontal

Temos de falar no "elefante na sala". Aquela notch está longe de conseguir acompanhar o que a concorrência está a fazer. Porém, a Apple necessita de meter os sensores do FaceID em algum lugar e ainda não há forma de os meter debaixo do ecrã.

Na apresentação do iPhone X a empresa de Cupertino referiu que este design iria acompanhar os iPhones durante 10 anos. Pois bem, só faltam mais 8. Esperemos que a Apple queira evoluir os seus equipamentos bem antes disso.

Editores 4gnews recomendam:

Fonte

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.