Microsoft já tem plano para lançar o xCloud no iOS sem a aprovação da Apple

Carlos Oliveira
Comentar

Os serviços de streaming de jogos têm-se multiplicado nos últimos meses, mas todos têm problemas para entrar no ecossistema da Apple. A americana já fez saber que os aceita na App Store, desde que todos os jogos sejam submetidos individualmente.

A Microsoft foi rápida a rejeitar esta condição e agora busca uma solução alternativa para o problema. Ao que tudo indica, essa passará por lançar o seu serviço xCloud, no iOS, através do browser.

xCloud poderá chegar ao iOS longe da App Store e das regras da Apple

A publicação Business Insider afirma que Phil Spencer, responsável máximo pela Xbox, convocou uma reunião geral esta semana para debater o tema. No rescaldo dessa reunião, Spencer terá dito aos jornalistas "com certeza vamos acabar no iOS".

xCloud

Tudo será resolvido com o desenvolvimento de uma aplicação baseada na web que possibilite o lançamento do xCloud na plataforma móvel da Apple. Certamente não será uma tarefa fácil de concluir, mas parece ser a única opção que a Microsoft considera viável.

Ao lançar o seu serviço de streaming de jogos através da web, a Microsoft vai contornar as regras que a Apple estabelece para a App Store. Aí incluem-se os 30% que a tecnológica cobra sobre todas as transações e a necessidade de submeter individualmente mais de 100 títulos.

É importante notar que o Xbox Game Pass não pode entrar na App Store porque a Apple o vê como uma segunda loja de aplicações. Algo que a gigante de Cupertino não aceita dentro da sua loja.

Terá a Microsoft sucesso com esta abordagem?

A questão não reside no ponto de vista de adoção por parte dos utilizadores, mas se a Apple irá permitir tal solução. Mas a favor da Microsoft temos já o serviço da Amazon, o Luna, que também chegou às plataformas da Apple por intermédio da web.

Até agora, não tenho conhecimento de nenhum impedimento ao Luna no macOS e iOS, portanto, isso é um presságio positivo para a Microsoft. Veremos se realmente ela conseguirá ser bem-sucedida.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.