Mercado global de smartphones continuou a cair no 1º trimestre de 2019

Carlos Oliveira
Comentar

A agência de estudos de mercado Gartner disponibilizou o seu mais recente relatório de análise ao mercado global de smartphones. Os dados são respeitantes ao primeiro trimestre deste ano e mostra-nos que o mercado continua em queda.

Segundo so dados da Gartner, o mercado contraiu 2.7% entre janeiro e março deste ano. Isto traduz-se na venda de 373 milhões de smartphones por todo o globo. No entanto, a Huawei foi quem mais cresceu neste período temporal.

smartphones vendas

Com efeito, a empresa chinesa registou um crescimento anual de 44.5%, o que significa a venda de 58.4 milhões de equipamentos. Esta cifra foi o suficiente para cimentar a sua segunda posição no mercado, aproximando-se cada vez mais da Samsung.

A Huawei comportou-se especialmente bem na China e na Europa. Estes foram os principais mercados que sustentarem este crescimento "contra a maré". Segundo os dados revelados, a chinesa cresceu 33% na China e 69% na Europa.

Esta agência não pode deixar de mencionar os últimos desenvolvimento que envolvem a Hawei. A sua recente proibição de negociar com empresas norte-americanas certamente irá influenciar o seu desempenho para os meses que se seguem.

Samsung mantém liderança apesar de registar menos vendas

Nos primeiros três meses do ano, a Samsung registou uma queda de 8.8% nas suas vendas face ao período homólogo de 2018. Ainda assim, esta cifra traduz-se na venda de 71.6 milhões de equipamentos por todo o mundo.

Smartphones

Embora os novos Galaxy S10 estejam a ser bem recebido em todo o mundo, esse impacto só se fará sentir no próximo trimestre. Os novos topos de gama da sul-coreana não chegaram ao mercado a tempo de figurar nos presentes dados.

Também a sua rival Apple viu as suas vendas cair no início deste ano. Com efeito, a empresa de Cupertino registou uma queda de 17.6%, para as 44.6 milhões de unidades vendidas. O corte nos preços dos seus iPhone tiveram algum impacto, mas não o suficiente para retirar a Apple do vermelho.

Aliás, tanto a Apple como a Samsung foram afetadas pela queda na procura de equipamentos topo de gama. Os seus elevados preços e a falta de inovação parecem ser as principais razões para tal. Por consequência, os consumidores parecem voltar-se mais para smartphones mais económicos.

Xiaomi também perdeu terreno nos primeiros meses de 2019

A empresa de Lei Jun perdeu o quinto posto do ranking mundial, segundo os dados da Gartner. A responsável por tal foi a Vivo, que alcançou assim o top-5 de marcas mundiais.

Mobile

A Vivo vendeu 27.4 milhões de unidades no primeiro trimestre do ano, ao passo que a Xiaomi se ficou pelos 27.2 milhões. Os sensores biométricos embutidos no ecrã, câmaras slide e ecrãs de margens reduzidas foram os grandes impulsionadores do crescimento da Vivo em 2019.

Em suma, nota-se que o mercado de smartphones necessita de uma lufada de ar fresco. Há muito que tem sido dito que há a necessidade de algo novo e os dados aqui apresentados atestam que a formula que tem sido usada está a perder rendimento.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.