Home Destaque

Os melhores tablets e como escolher o modelo certo em 2018

O ecrã do teu smartphone é pequeno demais para os conteúdos multimédia HD que mais gostas de ver em casa ou na rua? Um tablet pode ser a solução. Aqui tens uma lista com os melhores tablets do momento e também um conjunto de conselhos que podes seguir para conseguires selecionar o modelo certo consoante as tuas necessidades.

A verdade é que existem ainda vários tipos de tarefas que “pedem” o uso de um tablet, quando o smartphone se revela pouco apropriado para os propósitos em causa. E porque acaba por ser pouco prático andarmos sempre com o portátil atrás, seja em momentos de trabalho ou lazer.

Além de que os tablets ganharam também nos últimos tempos algumas funcionalidades adicionais que fazem a diferença face a outros gadgets, como é exemplo o uso de uma caneta digital para desenhar com precisão e a recente aposta no som neste segmento.

Samsung Tab S4

melhores tablets

  • Ecrã: sAMOLED de 10,5 polegadas (2.560 x 1.600 px)
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 64 GB (ou 256 GB)
  • Bateria: 7.300 mAh (com carga rápida)
  • Câmaras: 13 + 8 MP
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 835
  • Sistema operativo: Android 8.1
  • Preço: 729 euros

O preço é o que salta de imediato à vista nesta novidade da Samsung, mas a justificação estão essencialmente na nova S Pen que faz parte do pack.

O que também se distingue no Tab S4 é o suporte para LTE Cat. 16 DLCA, os quatro altifalantes afinados pela AKG (com Dolby Atmos) e a gravação de vídeo em 4K na câmara principal. Com 249,3 x 164,3 x 7,1 mm e 482 gramas.

Huawei MediaPad M5 10’’

melhores tablets

  • Ecrã: 10,8 polegadas (2.560 x 1.600 px)
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 32 GB (ou 64 GB)
  • Bateria: 7.500 mAh (com carga rápida)
  • Câmaras: 13 + 8 MP
  • Processador: HiSilicon Kirin 960
  • Sistema operativo: Android 8.0
  • Preço: 429 euros

Também este M5 da Huawei apresenta um ecrã 2K bastante bem afinado, pelo que já tivemos oportunidade de ver, além de garantir qualidade sonora através de quatro colunas Harman Kardon com tecnologia Hi Res, refere a marca.

A carga rápida da bateria de 7.500 mAh é outro “argumento” a considerar, bem como a gravação de vídeo em 4K. Com 258,7, 171,8 e 7,3 mm (498 gramas).

Apple iPad 9,7’’

melhores tablets

  • Ecrã: Retina de 9,7 polegadas (2.048 x 1.536 px)
  • Memória RAM: 2 GB
  • Armazenamento: 32 GB (ou 128 GB)
  • Bateria: 8.827 mAh
  • Câmaras: 8 + 1,2 MP
  • Processador: Apple A10 Fusion + M10
  • Sistema operativo: iOS 12
  • Preço: desde 369 euros

Não é uma máquina como os dois modelos acima, mas é… o iPad. A versão de 2018 trouxe algumas melhorias, entre elas a compatibilidade com a Apple Stylus (vendido em separado) e o aumento da capacidade da bateria.

E situa-se no ponto intermédio de uma família que conta também com o iPad Pro (para trabalhar, com ecrã de 10,5 ou 12,9 polegadas e preços desde 749 euros) e o iPad mini 4 (com ecrã de 7,9 polegadas e preços desde 449 euros).

Ideal para quem é fã do ecossistema da marca da maçã, com 240 x 169,5 x 7,5 mm e 478 gramas (versão Wi-Fi + Cellular).

Lenovo Tab M10

melhores tablets

  • Ecrã: 10,1 polegadas (1.920 x 1.200 px)
  • Memória RAM: 3 GB
  • Armazenamento: 32 GB
  • Bateria: 4.850 mAh
  • Câmaras: 5 + 2 MP
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 450
  • Sistema operativo: Android 8.0
  • Preço: 229 euros

Uma boa relação desempenho/qualidade/preço é que se espera do Tab M10 da Lenovo, sendo que existe uma outra versão que vai um pouco mais além nas especificações (principalmente na bateria, que neste caso chega aos 7.000 mAh).

O som também é aposta forte da marca neste modelo, com duas colunas na parte frontal do tablet e apoio da tecnologia Dolby Atmos. Com 242 x 168 x 8,1 mm.

Asus ZenPad 3 8.0 (Z581KL)

melhores tablets

  • Ecrã: 8 polegadas (2.048 x 1.536 px)
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 32 GB
  • Bateria: 4.680 mAh
  • Câmaras: 8 + 2 MP
  • Processador: Qualcomm MSM8956
  • Sistema operativo: Android 6.0
  • Preço: 229 euros

Um dos tablets com o ecrã mais pequeno nesta lista (8 polegadas) consegue ainda assim apresentar uma resolução 2K QXGA e combinar esta característica com dois altifalantes com DTS HD Premium Sound e DTS headphone:X, algo a destacar num tablet relativamente compacto (136,4 x 205,4 x 7,57 mm).

Tendo em conta o preço, realçamos o design em alumínio (e padrão em pele na parte traseira), a memória RAM de 4 GB e o peso de apenas 320 gramas.

BQ Aquaris M10

melhores tablets

  • Ecrã: 10,1 polegadas (1.280 x 800 px)
  • Memória RAM: 2 GB
  • Armazenamento: 16 GB
  • Bateria: 7.280 mAh
  • Câmaras: 5 + 2 MP
  • Processador: MediaTek MT8163B
  • Sistema operativo: Android 6.0
  • Preço: 229 euros

Pelo preço, este M10 da BQ podia ter uma lista de especificações um pouco mais composta, face a alguns modelos concorrentes. Mas há vários pontos que fazem com que merece estar nesta lista, de certo modo.

São eles o sistema de com Som Dolby Atmos e a bateria de 7.280 mAh, por exemplo. E existe uma outra versão, a 269 euros, que tem uma resolução Full HD no ecrã de 10,1 polegadas. As dimensões são de 246 x 171 x 8,2 mm (473 gramas).

Energy Tablet 10’’ Pro 4

melhores tablets

  • Ecrã: 10,1 polegadas (1.920 x 1.200 px)
  • Memória RAM: 2 GB
  • Armazenamento: 32 GB
  • Bateria: 6.200 mAh
  • Câmaras: 5 + 2 MP
  • Processador: ARM Cortex A53
  • Sistema operativo: Android 7.0
  • Preço: 189 euros

Entrando já em preços abaixo dos 200 euros, esse tablet apresenta uma dupla de altifalantes laterais que promete qualidade sonora (tendo em conta o preço e a especialidade da Energy em equipamentos de som).

Com Wi-Fi na banda de 5 GHz e o suporte OTG para recarga de outros gadgets por USB entre as características mais notórias. E com dimensões de 280 x 156 x 8,1 mm (499 gramas).

Amazon Fire HD 8

melhores tablets

  • Ecrã: 8 polegadas (1.280 x 800 px)
  • Memória RAM: 1,5 GB
  • Armazenamento: 32 GB
  • Bateria: Não disponível
  • Câmaras: 2 + 2 MP
  • Processador: Quad core a 1,3 GHz
  • Sistema operativo: Android 7.1
  • Preço: desde 134 euros

O tablet mais low cost que aqui enumeramos é esta versão de 32 GB do Fire HD 8 da Amazon. Há uma versão com 16 GB apenas e a custar 114 euros, isto apesar de os preços oscilarem um pouco.

A compra em euros pode ser feita através do site espanhol da Amazon e com portes gratuitos, até, mas convém relembrar que o sistema operativo é uma adaptação Kindle em cima do Android 7.1.

As dimensões são de 214 x 128 x 9,7 mm e o peso de 363 gramas.

Como escolher os melhores tablets?

Apesar de o mercado dos tablets estar a recuar a cada trimestre que passa – muito por culpa da tendência dos smartphones em apresentarem ecrãs cada vez maiores –, a verdade é que este tipo de equipamento ainda tem a sua utilização, sobretudo dentro de casa para “consumo” de conteúdos multimédia.

A escolha de um tablet depende então de tipo de uso que pretendes dar ao dispositivo, seja para trabalho ou lazer: se o queres para ver vídeos nos transportes públicos, para servir de segundo ou terceiro ecrã na sala de estar ou para substituir o portátil numa reunião de trabalho, por exemplo.

Os principais segredos para a escolha correta dos melhores tablets? A qualidade do ecrã, a autonomia e versatilidade, acima de tudo. Segue os seguintes os conselhos no momento de escolheres o teu próximo tablet:

  • Aproveita as promoções. Como podes ver pela lista acima, fizemos questão de não enumerar tablets baratos e de marcas menos fiáveis, por assim dizer. Isto porque “rende” mais esperar por um bom desconto e adquirir um modelo mais bem equipado.
  • A dimensão do ecrã e determinante e dela derivam as dimensões e o peso do tablet. Se a utilização será mais em movimento, um ecrã de 8 polegadas pode ser mais adequado; se é para trabalhar, quanto maior, melhor; e se é para um uso multimédia em casa, um ecrã de 10 polegadas é a “média” a seguir.
  • Atenção ao espaço para armazenamento, principalmente se os conteúdos multimédia estarão guardados localmente. Há tablets que não incluem slot para cartões MicroSD e isso pode ser uma limitação. De resto, deves procurar uma boa relação entre memória interna e preço.
  • Os tablets diferem em vários pontos, mas no que diz respeito a ligações há uma forte separação entre os modelos apenas com Wi-Fi e os que também incluem suporte para conectividade móvel 4G, por exemplo. Se queres ter Internet no tablet, esta última hipótese é “obrigatória”.
  • Não há nada mais aborrecido do que esperar que a bateria de um tablet fique de novo no máximo. Procura modelos que incluam já sistema de carga rápida.
  • Por fim, o “eterno” assunto da fragilidade que pode ter um ecrã e o corpo do tablet. No momento da compra, porque não levar logo também uma capa de proteção (que também sirva de suporte para colocar o dispositivo na horizontal)?
  • Se achas que um tablet com características convencionais pode não ser a solução para as tuas necessidades (sobretudo por não incluir teclado…), aconselhamos a que espreites as opções disponíveis nos portfólios de cada marca em relação a modelos mais “híbridos” e “2 em 1”. Dois bons exemplos são o mais recente Surface da Microsoft, o Go, e o Pixel Slate que a Google apresentou muito recentemente (com Chrome OS).

Editores 4gnews recomendam:

Segmento dos tablets continua a cair vertiginosamente a cada trimestre

Amazon: Fire Tablets poderão ser os novos Echo Show

Apple continua a vender mais tablets do que a Samsung e Huawei

Especialista em gadgets desportivos, a criar conteúdos desde 2003 e a tentar "absorver" cada vez mais conhecimento todos os dias! Nos tempos livres, o sol e a família têm de ser sempre companhias presentes, de preferência junto à água. E o lema é estar sempre em movimento, não fosse esta também uma forte tendência da indústria dos smartphones, dos gadgets e do mundo tecnológico em geral.