MediaTek DImensity 8100 consegue bater o desempenho do Snapdragon 8 Gen 1

Carlos Oliveira
Comentar

A MediaTek apresentou recentemente dois novos processadores para o mercado de gama média / alta. São eles os Dimensity 8000 e Dimensity 8100, duas soluções que se enquadram num patamar ligeiramente inferior ao Snapdragon 8 Gen 1.

No entanto, os primeiros resultados de benchmark mostram que o novo processador topo de gama da Qualcomm não consegue superar o desempenho do novo Dimensity 8100. Resultados que farão pensar todos os amantes de tecnologia.

MediaTek Dimensity 8100 revela-se bem mais poderoso do que se esperava

As informações foram partilhadas pelo conhecido leaker Digital Chat Station. Estas retratam a passagem de vários equipamentos da Realme pela plataforma Geekbench e os resultados são surpreendentes.

Dimensity 8100 Geekbench

O alegado Realme GT Neo 3 passou pela plataforma de testes com o novo Dimensity 8100 e arrecadou 966 pontos em single-core e 3901 em multi-core. Em contrapartida, o Snapdragon 8 Gen 1 obteve 1273 e 3809 pontos respetivamente.

A superioridade nos testes com um núcleo do processador da Qualcomm justifica-se pela utilização do núcleo Cortex-X1. Contudo, quando olhamos para as pontuações obtidas recorrendo a todos os núcleos, o SoC da MediaTek sai vencedor.

Estes dados revelam novamente a superioridade dos novos processadores da MediaTek face aos concorrentes da Qualcomm. Isso verificou-se com o Dimensity 9000, mas não se esperava o mesmo do Dimensity 8100.

Recordo que o Dimensity 8100 foi lançado com uma alternativa menos potente que o Dimensity 9000. Quando comparado com os processadores da Qualcomm, seria um concorrente para o Snapdragon 870.

No entanto, o novo SoC da MdiaTek provou-se mais potente que o suprassumo da Qualcomm que deveria estar num patamar acima. Algo que não deverá passar despercebido aos responsáveis pela empresa de semicondutores americana.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.