Facebook rede social Mark Zuckerberg
Aos poucos, a rede quer tornar-se mais social. Vai aproximar-te das pessoas que conheces.

Facebook. Dificilmente encontrarás alguém que não use esta rede social. Pessoalmente aderi “à rede” em 2010. Em plena febre do FarmVille quando “a rede” ainda era quase uma novidade em Portugal. Entretanto já muito mudou nesta empresa de Mark Zuckerberg. Gradualmente foi-se enchendo de jogos, extensões e uma infindável coleção de distrações.

Originalmente concebida para aproximar as pessoas. Para te aproximar dos teus amigos e família. Os tempos agora são outros. Experimenta fazer um scroll pelo teu feed de notícias e encontrarás um pouco de tudo. Desde anúncios de compra e venda, uma tempestade de vídeos, memes da internet e as casuais partilhas de pessoas que provavelmente mal conheces na vida real.

Mark Zuckerberg quer tornar o Facebook numa rede social, outra vez…

No meu caso já há mais de um ano que fiz uma limpeza completa à rede social. Atualmente já só sigo páginas de notícias e outras publicações que possam enriquecer o meu dia-a-dia.

Esta é a mais pura das verdades. Para mim, o Facebook tornou-se num fórum de dúvidas e deixou de ser uma rede social. Contar-se-ão pelos dedos os perfis pessoais que sigo. Chegou a um ponto em que se tinha tornado demais…Demasiadas fotos, demasiadas publicações diárias. Chegou o dia em que disse chega.

Em 2018 a missão do Facebook é tornar a rede social mais…social! Colocando os amigos e a família em primeiro lugar. O CEO, Mark Zuckerberg delineou recentemente esta estratégia para a sua empresa, segundo ele, com base no feed-back dos utilizadores.

Para estes, as publicações de notícias, publicidades, vídeos e outras distrações estavam a tornar-se nisso mesmo. Distrações daquilo que realmente importa numa rede social. As pessoas, especialmente a nossa esfera de amigos e familiares. Agora, em 2018, a empresa quer reverter esta situação.

As mudanças foram explicadas na íntegra por Adam Mosseri, responsável máximo pelos desígnios e aspecto do feed de notícias no Facebook. Este, através de uma publicação no blog oficial da rede social explicou tudo o que mudaria. Entre as mudanças teremos uma nova prioridade que será dada ao conteúdo mais pessoal.

Facebook voltará a ser uma rede social em 2018

Alterando ligeiramente os rankings e os algoritmos para que a pessoa veja mais publicações da outra pessoa. Uma rede, de novo social. Isto causará uma inevitável diminuição da visibilidade de páginas de empresas, publicações de notícias e outro tipo de conteúdos e empresas que vivem muito através do marketing e divulgação na rede social.

Contudo, os utilizadores poderão continuar a dar prioridade às publicações de uma página, como por exemplo a nossa, no Facebook, caso o desejem. Para tal, bastará marcar essa página como prioritária assim que as mudanças forem aplicadas. As mudanças afetaram a aplicação do Facebook para dispositivos móveis e claro, a vista Web (computador).

O que achas deste novo rumo para a rede social de Mark Zuckerberg?

Assuntos relevantes na 4gnews:

Huawei, ZTE, Honor e Nubia. Todas elas podem ser banidas dos EUA

Android Go no novo Nokia Asha da HMD Global em 2018?

LG G7. Nova imagem revela possíveis diferenças face ao LG G6

News Feed FYI: Bringing People Closer Together

Posted by Facebook on Thursday, January 11, 2018

Fonte | Via

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).