MariSilicon X: o chip secreto para o próximo topo de gama da OPPO

Rui Bacelar
Comentar

Os processadores de imagem, chips dedicados à fotografia computacional, têm uma importância e impacto crescente nos resultados conseguidos pelas câmaras dos nossos smartphones. A pensar nisso a OPPO apresentou o novo MariSilicon X durante o evento OPPO INNO Day 2021, um novo processador que estará presente na próxima geração de topos de gama OPPO Find X em 2022.

Foi durante o terceiro evento anual dedicado à tecnologia e inovações da fabricante que ficamos a conhecer o novo chip responsável pelo processamento de imagem da OPPO. O componente fará a sua estreia no próximo smartphone da linha Find X, mais concretamente no OPPO Find X4.

A OPPO desvendou o novo chip MariSilicon X

The next Find X. The MariSilicon X. Exceeding excellence. Coming soon. #OPPOINNODAY2021

— OPPO (@oppo) 14 de dezembro de 2021

O novo componente foi apresentado pelo diretor sénior de imagem da marca, Bo Jiang. O executivo começou por mencionar as restrições físicas dos smartphones, limites aos quais a experiência de câmara fotográfica não pode, de momento, escapar.

Condicionantes como o tamanho e espessura do smartphone limitam a inovação nas objetivas e módulos de câmara. São uma barreira para o hardware, os elementos físicos que podem melhorar a qualidade da captação de conteúdos.

Por outro lado, o software, os algoritmos não estão condicionados por tais limitações. Por isso, a OPPO desenvolveu um novo processador de imagem para aproveitar esta realidade, apelidando-o de MariSilicon X.

O novo chip promete melhorar significativamente a qualidade fotográfica

What you see is what you get. MariSilicon X is taking smartphone photo and videos to new levels of speed and clarity thanks to its cutting-edge 6nm architecture, realtime RAW processing, and up to 20x faster 4K AI performance 🚀#OPPOINNODAY2021 pic.twitter.com/fLe1yYFUJw

— OPPO (@oppo) 14 de dezembro de 2021

Sucintamente o novo chip da OPPO dá-nos mais controlo sobre o processo de criação de uma fotografia. Desde a captação da imagem, ao processamento da informação, a dita informação, bem como a sua compilação, armazenamento e resultado final.

Aliás, o mesmo se aplica não só às imagens, mas também ao vídeo que, por norma, quanto mais processado, mais informação (e detalhe perde). Ao mesmo tempo, a qualidade geral é diminuída pela presença de artefactos digitais como o ruído (ou grão).

OPPO MariSilicon X

Sobre este aspeto, Jiang afirmou que o novo chip MariSilicon X coloca a ênfase no processamento da imagem a partir do ficheiro RAW, que inclui toda a informação captada pelo sensor de imagem. No entanto, tal processamento não era possível com os processadores de sinal de imagem (ISP's) presentes nos atuais processadores Snapdragon da Qualcomm.

Auxiliará o ISP presente nos SoC's da Qualcomm

Portanto, o novo MariSilicon X servirá de auxiliar e reforço aos ISP's da Qualcomm. Também durante a apresentação vimos algumas amostras das suas capacidades (visíveis acima), usando o OPPO Find X3 Pro, bem como o seu sucessor aparente.

Seeing is believing with MariSilicon X, our first imaging NPU. What you see is what you get with embedded HDR & NR AI algorithms for rich and vivid color reproduction under even the toughest of light conditions. #OPPOINNODAY2021 pic.twitter.com/k0qMMxhNvE

— OPPO (@oppo) 14 de dezembro de 2021

De acordo com a OPPO, o NPU (neural processing unit) é capaz de processar mais de 18 triliões de operações por segundo. Fá-lo graças a uma largura de banda dedicada de 8,5 Gb/s. Além disso, consegue ser mais eficiente, construído de acordo com a litografia de 6 nm.

Na prática, o processador consegue reduzir os ciclos de escrita e leitura desnecessários. Além disso, tem suporte para captação de imagens em 20-bits o que se traduz num intervalo dinâmico 4x superior ao conseguido pelo OPPO Find X3 Pro equipado com o Snapdragon 888 e respetivo ISP da Qualcomm.

Seeing is believing with MariSilicon X, our first imaging NPU. What you see is what you get with embedded HDR & NR AI algorithms for rich and vivid color reproduction under even the toughest of light conditions. #OPPOINNODAY2021 pic.twitter.com/k0qMMxhNvE

— OPPO (@oppo) 14 de dezembro de 2021

Em síntese, é um novo "motor" de imagem que será conjugado com um novo tipo de sensores de imagem para smartphones. Na prática, a OPPO revelou também um novo sensor RGBW em que também contempla pixeis dedicados ao Branco (W) além dos tradicionais Vermelho (R), Verde (G) e Azul (B).

Estreará com o próximo smartphone OPPO Find X4 Pro

OPPO MariSilicon X
As principais caraterísticas e destaques do chip MariSilicon X.

Importa frisar que o processador MariSilicon X é dedicado exclusivamente ao processamento de imagem. Ou seja, o próximo OPPO Find X4 Pro utilizará o processador Snapdragon 8 Gen 1 e respetivo ISP que será auxiliado pelo novo chip MariSilicon X.

Resta também saber exatamente como é o desempenho do MariSilicon X face ao processador de imagem integrado no chip Snapdragon 8 Gen 1 da Qualcomm.

Por fim, a OPPO afirmou que a próxima gama Find X4 será apresentada durante o primeiro trimestre de 2022.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.