Kingdom – Uma série prometedora que nunca conseguiu o 'knockout'

Pedro Henrique

Kingdom SerieKingdom é, porventura, uma série que começou e acabou sem que te tenhas apercebido. Este drama aborda o dia-a-dia de um grupo de lutadores do ginásio Navy Street, localizado em Venice na Califórnia.

Alvey Kulina (Frank Grillo), lutador agora reformado, passa os seus dias a orientar os seus lutadores. Entre eles temos os seus filhos Nate Kulina (Nick Jonas), um dos mais promissores lutadores. Por outro lado, Jay Kulina (Jonathan Tucker), o expressivo e emotivo filho mais velho.

Vê ainda: Tom Clancy’s Rainbow Six Siege – Análise ao FPS competitivo da Ubisoft

Estes, juntamente com Ryan Wheeler (Matt Lauria), um lutador recém libertado da prisão, fruto de um incidente passado com o seu pai, ocupam um foco central na série.

Ainda no elenco principal temos Lisa Prince (Kiele Sanchez). Essa é a actual companheira de Alvey e parceira de gestão do ginásio. Apresenta-se como a personagem mais estável e forte emocionalmente dentro do ginásio. Por fim, e dando um toque extra de drama à série, temos Christina Kulina (Joanna Going), a problemática mãe de Nate e Jay.

Kingdom, uma série mais curta que o esperado...

O típico episódio aborda a preparação dos lutadores nas vésperas dos seus combates onde estes lidam com as estritas regras de peso que são impostas. Neste campo, o nono episódio da primeira temporada - “Cut Day” - mostra bem a difícil preparação que estes atletas seguem para terem o peso necessário para a pesagem na véspera da luta.

Os Kulinas desde cedo mostram ser uma família bem disfuncional. No entanto, e à medida que a série avança, é bem visível que é nos dias de combate onde estes estão mais unidos.

Ao mesmo tempo, é interessante notar que não é no ringue onde estes personagens se sentem mais vulneráveis, mas sim fora dele. Kingdom acima de tudo, foca na complexidade de uma família que como toda a gente, tem lutas na sua vida e literalmente, faz da luta a sua vida.

O ponto forte de Kingdom está no facto dos assuntos abordados assentarem na realidade. Acaba por tornar-se mais apelativo para o espectador. Além disso, todas as interpretações são de alto nível. Neste capítulo, há que dar destaque à interpretação de Jonathan Tucker, que pega no personagem Jay Kulina e consegue captar e expor na perfeição todas as suas camadas.

A série apresenta uma mistura perfeita entre drama com um background de acção. Consequentemente, permite que mesmo aqueles que não são apaixonados pelo MMA consigam apreciar os aspectos dramáticos desta.

Kingdom é uma criação de Byron Balasco, produzida pela DirectTV e foi exibida nos Estados Unidos pela estação A&E. Porém, nem sempre as audiências foram as melhores tendo a terceira temporada como a sua final.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Sony PlayStation 4 – Número de unidades vendidas bate novo recorde

Good Time (Filme) – A tensão de uma noite bem caótica

Starbucks e Alibaba criam parceria estratégia no mercado chinês

Artigo por Ricardo Magalhães

Pedro Henrique
Pedro Henrique
Fã incondicional de tecnologia e cultura quer partilhar o conhecimento adquirido com todos.