iPhone 15 Pro vai concretizar um dos grandes objetivos da Apple

Carlos Oliveira
Comentar

É verdade que em setembro próximo a Apple irá anunciar a linha de smartphones iPhone 14, porém já se fala nos seus sucessores. Esses chegarão apenas em 2023 e o provável iPhone 15 Pro trará uma tecnologia há muito aguardada.

iPhone 15 Pro vai esconder o Face ID por baixo do ecrã

Segundo o que avança a publicação coreana The Elec, o iPhone 15 Pro será o primeiro smartphone da Apple com todos os sensores essenciais ao Face ID embutidos no seu ecrã. Um marco que será possível graças à sua rival Samsung.

Importa notar que este é um dos objetivos da Apple para o futuro dos seus smartphones. Vários analistas revelaram que antes de embutir a câmara frontal do ecrã do iPhone, a gigante americana irá esconder os sensores do Face ID.

iPhone 15 Pro

Isso irá finalmente concretizar-se em 2023 com o lançamento dos iPhone 15 Pro e 15 Pro Max. Estes modelos irão utilizar uma nova tecnologia desenvolvida pela Samsung em parceria com a OTI Lumionics.

Estas empresas estão a trabalhar numa tecnologia que lhes permitirá abrir "janelas" microscópicas em ecrãs OLED. Em síntese, esta nova tecnologia permitirá que o ecrã fique totalmente transparente em determinadas áreas e assim possibilitar leituras corretas aos sensores alojados por baixo do ecrã.

Esta abordagem deverá estrear-se no Samsung Galaxy Z Fold 5, com apresentação esperada também para 2023. Um mês mais tarde será reutilizada pela Apple na sua nova linha de topos de gama iOS.

Deste modo, a única interrupção que existirá no ecrã dos iPhone 15 Pro e 15 Pro Max será para a câmara frontal do produto. Com efeito, será apenas no próximo ano que a Apple irá valer-se da filosofia punch-hole existente há vários anos no mercado Android.

A transição para uma câmara frontal embutida no ecrã não parece fazer parte dos planos da Apple para os seus smartphones. Esta é a tese defendida por vários analistas, mas teremos de aguardar pelos próximos lançamentos da americana para aferir a sua veracidade.

Editores 4gmews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.