iPhone 14 chega em setembro numa das melhores fases da Apple

Rui Bacelar
Comentar

Em setembro próximo teremos o evento especial da Apple com destaque para a apresentação expectável dos novos iPhone 14. A geração de telemóveis iOS tem sido alvo de vários rumores, bem com algumas fugas de informação particularmente interessantes.

Pode ser o lançamento mais controverso na história dos Apple iPhone caso os modelos base (não Pro), mantenham essencialmente o mesmo processador do ano passado. Todavia, a Apple atravessa um "super ciclo" e as vendas continuarão a aumentar em 2022.

Até setembro são revelados contornos dos iPhone 14

14 Pro and 14 Pro Max pic.twitter.com/39TMqVTFVc

— Max Weinbach (@MaxWinebach) 22 de março de 2022

O maior destaque visual vai para a redução do notch que tem adornado os Apple iPhone desde o lançamento do iPhone X em 2017. Os mais recentes renders oriundos de uma fonte com bom histórico de fiabilidade dão conta de um novo look só nos modelos Pro.

Mais concretamente, teremos um notch em forma de comprimido, muito reduzido, com espaço necessário para os sensores Face ID, bem como para a câmara frontal. Será, de imediato, a primeira mudança visual significativa nos últimos anos.

Em simultâneo contamos também com um maior módulo de câmaras fotográficas e respetiva "ilha" das câmaras na traseira. A implementação sugerida pela esquemática acima é algo similar ao que observamos nos OPPO Find X5 Pro 5G, por exemplo.

O "escândalo" com os processadores Apple A15 Bionic

iPhone 14 and 14 Max could be powered by A15 bionic chip.#Apple #iPhone pic.twitter.com/MENhhxUco7

— Ankush Vishwakarma (@ankushtechy) 21 de março de 2022

Importa frisar que, ao contrário do que sugere a publicação (tweet) acima, a nova notch só deve ser aplicada aos modelos iPhone 14 Pro e iPhone 14 Pro Max. Por outro lado, os modelos Apple iPhone 14 e iPhone 14 Max devem manter o notch atual.

As diferenças serão ainda mais substanciais no seu interior. Pela primeira vez são esperados processadores distintos para os modelos base - iPhone 14 e iPhone 14 Max - ao passo que os modelos de topo receberão o A16 Bionic.

• iPhone 14: 6.06" Flexible OLED Screen, A15 Bionic, 6GB RAM• iPhone 14 Max: 6.68" Flexible OLED Screen, A15 Bionic, 6GB RAM• iPhone 14 Pro: 6.06" Flexible OLED LTPO Screen, A16 Bionic, 6GB RAM• iPhone 14 Pro Max: 6.68" Flexible OLED LTPO Screen, A16 Bionic, 6GB RAM

— Sam (@Shadow_Leak) 20 de março de 2022

Assim sendo, a nova geração de processadores Apple só agraciará os modelos mais caros. Todavia, mesmo nos modelos base contamos com melhorias de desempenho ao ser usada, supostamente, uma versão otimizada do atual A15 Bionic.

Desse modo, mesmo os iPhone "base" teriam um melhor desempenho face ao novo iPhone "barato", o iPhone SE 2022. Não obstante, o maior salto geracional estaria presente nos modelos mais caros e lucrativos para a gigante de Cupertino.

O maior ciclo de renovação desde 2015

Por muito controversas que pareçam estas alterações, de acordo com o analista Daniel Ives, em declarações à publicação PhoneArena, esta é a melhor altura para as fazer. A justificação prende-se com o excelente momento que a Apple atravessa, um autêntico "super ciclo" de atualização para os iPhone 13.

Em síntese, os consumidores estão a despertar dos anos de pandemia e restrições, aproveitando também para renovar os seus telefones pelos novos modelos. A tendência deverá manter-se ao longo de 2022, pelo que a geração iPhone 14 deve colher os frutos desta vontade de compra redobrada.

Por fim, Ives refere que este "é o ciclo de renovação mais forte desde 2015", graças ao iPhone SE 2022, ao excelente desempenho dos iPhone 13, bem como os fatores supracitados junto dos consumidores.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com as novidades de tecnologia na 4gnews. Email: ruifbacelar@gmail.com