iPhone 12 Pro não terá uma das características que os fãs mais esperavam

Carlos Oliveira
Comentar

Depois de vários contratempos, tudo aponta para que os iPhone 12 estejam já em fase de produção. Isso é um bom sinal para a sua apresentação nas próximas semanas e significa ainda que os rumores são cada vez mais corretos.

Aquilo que mais recentemente foi noticiado dá conta de que os iPhone 12 Pro não virão com uma taxa de atualização de 120Hz. Quem o diz é o especialista em ecrãs Ross Young que já se revelou correto várias vezes no passado.

Hearing that Apple can get 120Hz Pro panels, but not 120Hz driver ICs. So they will either have to come up with a fix which will be difficult, wait for 120Hz driver ICs and delay the launch possibly significantly or launch with 60Hz. We are hearing they will launch with 60Hz.

— Ross Young (@DSCCRoss) 24 de agosto de 2020

iPhone 12 Pro virá com um ecrã de 60Hz

Na sua mais recente publicação no Twitter, Young refere que a Apple já tem na sua posse ecrãs com taxa OLED de atualização de 120Hz. Todavia, faltam-lhe alguns drivers para que a tecnologia possa funcionar corretamente.

Perante este cenário, a Apple tem duas opções: esperar pela chegada dos drivers e adiar um pouco mais o lançamento dos smartphones ou optar pelos 60Hz. De acordo com as fontes de Young, a gigante americana optou pela segunda opção.

Pelos visto, a Apple não quer adiar ainda mais o lançamento dos seus próximos topos de gama. Nesse sentido, ela está disposta a sacrificar uma tecnologia que começa a ser cada vez mais recorrente no mercado.

Esta notícia chega um dia depois de se terem encontradas, no iOS 14, evidências que apontavam para a presença de uma taxa de atualização do ecrã superior a 60Hz. Embora Ross Young seja uma fonte bastante credível, nunca é demais ter alguma cautela naquilo que é referido.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.