Intel e Qualcomm também cortam fornecimento à Huawei

Bruno Coelho
Comentar

Depois da Google, os fabricantes americanos de processadores vão também cortar o seu fornecimento à Huawei. Segundo avança a Bloomberg, empresas como a Intel, Qualcomm e Broadcom cortaram os seus negócios com a Huawei, com efeito imediato.

De acordo com esta informação, os funcionários destas empresas já foram informados de que o fornecimento à Huawei está congelado. Esta não é uma medida definitiva, mas preventiva. Foi tomada até que existam mais informações sobre o caso.

huawei logo

Do lado da Intel, as repercussões para a Huawei são significativas. A empresa fornece os processadores que equipam a linha de computadores da Huawei. Neste campo, a empresa pode ficar verdadeiramente de mãos e pés atados.

Quanto à Qualcomm, o impacto é menor. Embora a empresa americana forneça alguns modems e processadores a dispositivos mobile da Huawei, o poder da marca neste campo é totalmente diferente. A empresa já fabrica os seus próprios modems (incluindo os 5G) e a maior parte dos seus dispositivos contam com processadores próprios.

Huawei tem stock de processadores para pelo menos três meses

As notícias que circulam é de que a Huawei se precaveu quanto a este “fechar da torneira” por parte das empresas americanas. A Huawei terá stock para pelo menos três meses, o que deverá ser tempo suficiente para que a questão seja resolvida. Ou seja, para sabermos se é algo definitivo ou uma medida estratégica do governo americano.

Toda esta situação chega depois da ordem executiva de Donald Trump. Este proibiu o uso de qualquer material da Huawei em solo americano, o que levou a Google a cortar negócios com a Huawei. Neste momento, a única garantia é que os atuais dispositivos da Huawei manterão atualizações de segurança e serviços como a Play Store.

A Microsoft ainda não se pronunciou sobre o caso

Quem ainda não se pronunciou sobre este assunto foi a Microsoft. À data de escrita deste artigo ainda não se sabe se a empresa vai também deixar de ter o seu sistema operativo nos computadores da Huawei. Mas tudo aponta para que esta siga as normativas do governo de Trump.

O que se sabe é que a Huawei tem o seu plano B desenvolvido. A empresa chinesa tem um sistema operativo próprio preparado, que poderá funcionar como alternativa tanto ao Android como ao Windows. Nos próximos tempos saberemos se terá de lhe dar uso.

Sabe mais sobre o caso Huawei vs. Estados Unidos:

Comentar
Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Ultimate Team é o seu atual saco de boxe, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.