Iki Mobile começa com pé esquerdo... 230€ por um smartphone com 1GB RAM e Android 4.4.2

Filipe Alves

iki mobile kf6

Eu tento ao longo da minha carreira de tech blogger não demonstrar os meus favoritismos, tento ser coerente com todas as informações passadas e mostro sempre o meu lado de ver as coisas. Isto é a 4gnews e nós temos uma opinião, se nos segues é porque gostas de ler/ouvir a nossa opinião.

Embora um pouco "contra a regra", quero criar uma ligação especial a esta marca Iki Mobile. É uma empresa portuguesa e quer entrar num mercado super complicado, mas sempre que escrevo algo sobre ela sinto que nos dispersamos cada vez mais.

Depois de uma apresentação que deixou muito a desejar e um site pouco preparado para receber tantas visitas, finalmente consegui ver o preço e especificações dos smartphones. Se até "estava naquela" para o design, que embora não sejam topo de gama até que são catitas, quando vi as especificações fiquei sem palavras.

iki mobile

Em pleno 2015, quase 2016, a empresa Iki Mobile decide por à venda um equipamento (aliás vários o que estou a falar é do seu "flagship"), com o Sistema Operativo Android 4.4.2 KitKat, uma versão que saiu oficialmente no dia 9 de dezembro de 2013. Para não bastar, o terminal vem equipado com 1GB de RAM e um processador Mid-Range de 32-bit. Para quem não tem noção 1GB de RAM em Android é algo que pode ser doloroso de se ver.

Vê ainda: junta-te à nossa discussão da Iki Mobile no nosso fórum

O problema disto tudo é que o smartphone não é feito para ser barato, isto é, se eu te desse estas especificações mas dissesse assim: "Ouve, ya não tem specs fantásticas, mas custa 80€", mas não, o terminal em questão chama-se KF 6 e custa 230€, 230€ minhas senhoras e meus senhores... já para não falar em 9 smartphones de rajada o que quererá dizer, até logo atualizações porque suporte não me parece que venhas a ter.

Lembro que por esse valor conseguimos um Xiaomi Mi 4c com Qualcomm Snapdragon 808, 2GB RAM, ecrã FHD, MIUI baseada em Lollipop e uma qualidade de construção que prefiro não comparar. Eu não estou a dizer para a Iki Mobile vir para o mercado competir com os grandes, mas por favor, não venham roubar os portugueses! Mais uma vez digo, espero honestamente que a marca consiga ver a nossa perspetiva da coisa e pense duas vezes antes de lançar a próxima gama.

Talvez queiras ver:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.