Huawei quer vender mais que a Samsung até ao final de 2019

Carlos Oliveira
Huawei P20 Android Oreo Apple iPhone X Samsung
Richard Yu, CEO do departamento móvel da fabricante chinesa ©Chris Ratcliffe | Bloomberg | Getty Images

Huawei e Samsung são atualmente as duas mais importantes marcas de dispositivos móveis Android do mundo. Posicionadas no terceiro e primeiro posto, respetivamente, são ainda duas das empresas tecnológicas mais influentes da atualidade.

O domínio da Samsung tem sido inabalável ao longo dos últimos anos. Por trimestres consecutivos que nenhuma empresa tem desafiado seriamente a posição da sul-coreana no mercado mundial de smartphones.

Vê ainda: Pré-reserva do Samsung Galaxy Note 9 oferecerá ‘dinheiro’ para Fortnite

Já nos restantes lugares do pódio temos visto uma batalha saudável entre Apple e Huawei. Estas têm trocado variadas vezes de posições ao longo dos últimos trimestres no que concerne à venda de smartphones em todo o mundo.

Olhando particularmente agora para a Huawei, a empresa chinesa tem crescido a olhos vistos. No segundo trimestre deste ano, a empresa consolidou o seu estatuto dominante na China.

Huawei quer ser número um já em 2019, deixando para trás a Samsung

Neste momento, a empresa chinesa detém 27% do maior mercado mundial. Um crescimento de 33% face a 2017, segundo os dados da Canalys. Uma performance que lhe permitiu ser a que mais cresceu nesse período.

Segundo o CEO da Huawei, Richard Yu, estes resultados devem-se, sobretudo, ao seu desempenho na China e Europa. No velho continente, Médio Oriente e África, a empresa chinesa registou um aumento de 73% em receitas.

Consequência disso são os 95 milhões de smartphones vendidos apenas na primeira metade de 2018. Este desempenho fez com que os objetivos da empresa para o presente ano fossem alterados. A meta de 180 milhões de equipamentos vendidos foi alterada para os 200 milhões.

Huawei P20 Pro Android Oreo Google
Um dos principais impulsionadores destes resultados

Importa notar que a linha P20 vendeu 45% mais do que a sua antecessora. Nos próximos meses teremos ainda a apresentação dos novos Huawei Mate 20. Isto é justificativa suficiente para a meta arrojada em vendas já definida pelos altos responsáveis da empresa para o fecho deste ano.

Olhando agora para o futuro, é referido que os testes de equipamentos 5G já se encontram em curso. Os mesmos deverão chegar ao mercado no próximo ano, confiantes de que as infraestruturas necessárias estarão prontas a tempo.

Já quanto ao seu desempenho nesse mesmo ano, Richard Yu parece bastante confiante. O CEO da Huawei acredita que a mesma poderá alcançar o topo do mercado mundial de smartphones no último trimestre de 2019.

Uma meta bastante ambiciosa que deixaria para trás empresas como a Samsung e a Apple. Estas são as duas empresas de tecnologia mais influentes do mundo. Com efeito, não será fácil alcançar tal feito mas, certamente, não será impossível.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Android P poder ser disponibilizado no dia 21 de agosto pela Google

Apple iPhone X – Modelo Dual-SIM só chegará a um mercado

Samsung Galaxy Note 9 será uma das estrelas da IFA 2018?

Fonte | Via

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.