Huawei P40 Lite: ecrã confirma o design do smartphone

Carlos Oliveira
Comentar

A plataforma Slahsleaks abunda de informação sobre equipamentos prestes a chegar ao mercado. Uma das imagens que lá pode ser encontrada revela-nos o painel frontal do vindouro Huawei P40 Lite.

P40 Lite ecrã

Pode ver-se que o próximo gama média da Huawei virá com um ecrã de margens reduzidas e um "buraco no ecrã" no canto superior esquerdo para a sua câmara frontal. Uma opção bastante válida tendo em conta a gama de mercado em que o P40 Lite se inserirá.

Huawei P40 Lite vai mesmo ser um Nova 6 SE com outro nome

Ainda o ano de 2019 não tinha terminado e já haviam rumores a apontar para que o Huawei L40 Lite pudesse herdar o design de outro equipamento da marca. Mais concretamente, a base seria o Huawei Nova 6 SE.

Em boa verdade, esse equipamento possui um ecrã exatamente com o mesmo design que podemos ver na imagem hoje partilhada. Esta é a confirmação de que o P40 Lite será, efetivamente, um Nova 6 SE com um nome diferente.

Huawei Nova 6 SE
Este é o Huawei Nova 6 SE

Deste modo, podemos avançar que o P40 Lite contará com quatro câmaras na sua traseira, embutidas num módulo quadrado. Se o design será o mesmo, então acreditamos que as especificações também sejam as mesmas.

Especificações do Huawei P40 Lite

  • Ecrã de 6,4" polegadas com uma resolução Full HD+
  • Processador Kirin 810, apoiado pelo processador gráfico Mali-G52 MP6
  • 8GB de memória RAM
  • 128GB de memória interna, expansível através de cartão Huawei NM até 256GB
  • Quatro câmaras traseiras: 48MP (Sony IMX586) + 8MP (ultra wide) + 2MP (macro) + 2MP (profundidade)
  • Câmara frontal de 16 megapixels
  • Leitor de impressão digital lateral
  • Bateria de 4,200mAh com suporte para carregamento rápido a 40W
  • Android 10, EMUI 10

A Huawei já confirmou a apresentação dos Huawei P40 e P40 Pro para o próximo mês de março, num evento a realizar em Paris. Todavia, não é garantido que a sua versão Lite venha a ser desvendada na mesma ocasião.

Seja como for, este trio não terá vida fácil no mercado europeu. A ausência dos serviços Google nos equipamentos da chinesa dificulta a sua aceitação na Europa e a sua chegada a este mercado poderá ser atrasada por esse motivo.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.