Huawei Mate 50 será lançado com o recente processador da Qualcomm

Carlos Oliveira
Comentar

Apesar das dificuldades da Huawei para sobreviver no mercado tecnológico, a empresa não parece desistir do mesmo. Prova disso são os rumores que dão já conta do lançamento do seu próximo topo de gama Huawei Mate 50.

Segundo os rumores, este smartphone será revelado em julho próximo. Para antecipar esse anúncio, foi já revelado qual o processador que deverá equipar este smartphone.

Huawei Mate 50 chegará com processador Snapdragon 8 Gen 1

Enquanto não se esclarece a disponibilidade do smartphone, já se avança com algumas das suas características. Uma das mais importantes será a utilização do processador Snapdragon 8 Gen 1.

Huawei Mate 50

Ainda que mais detalhes não tenha sido avançados, o Huawei Mate 50 deverá chegar com uma versão personalizada deste componente da Qualcomm. Em rigor, deverá ser compatível apenas com redes 4G.

Esta limitação já foi aplicada no Huawei P50 e deve-se à proibição imposta pelos EUA à Huawei no acesso à tecnologia 5G. Ao retirar essa conexão do processador, a Qualcomm pode fornecer os seus componentes à tecnológica chinesa.

Já no que concerne ao software deste smartphone, o mesmo chegará equipado com o HarmonyOS 3. A nova versão do sistema operativo da Huawei será introduzida com o lançamento do Mate 50.

Um dos trunfos do novo software da Huawei será a agregação de vários dispositivos do seu ecossistema. Com efeito, o smartphone poderá servir de hub para a comunicação de até 6 dispositivos.

Empresa continuará a apostar forte na fotografia

Outro ponto importante deste Huawei Mate 50 será a sua câmara. De acordo com os rumores, a mesma será ainda mais impressionante que o conjunto implementado no P50.

Sem se alongar em detalhes, a fonte deixa os fãs da chinesa entusiasmados com o potencial fotográfico do próximo topo de gama da Huawei. Todavia, esta configuração já não deverá beneficiar do know how da Leica, agora que se dá como certa a colaboração da alemã com a Xiaomi.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.