Huawei Mate 50 é oficial e traz consigo conectividade por satélite antes da Apple

Mónica Marques
Comentar

A Huawei acaba de apresentar oficialmente a sua nova série topo de gama Mate 50 que traz consigo conectividade por satélite.

A marca chinesa consegue assim antecipar-se à apresentação da Apple e disponibilizar no mercado a opção de chamadas e mensagens através do sistema de satélites.

Huawei Mate 50 com conectividade por satélite e Snapdragon 8+ Gen 1

Huawei Mate 50 Pro
Crédito@Huawei/Weibo

Depois de um interregno de dois anos na atualização da série Mate, a Huawei acaba de apresentar oficialmente a nova linha topo de gama Mate 50 que inclui quatro novos modelos: a versão base, Mate 50 Pro, Mate 50 RS Design Porsche e Mate 50E.

Mas concentremo-nos no Mate 50 Pro e nas suas especificações mais avançadas. A primeira surpresa é que este modelo está equipado com o processador mais recente da Qualcomm, o Snapdragon 8+ Gen 1. Claro que o chip apenas suporta comunicações 4G, devido às sanções norte-americanas, mas de acordo com a marca consome menos energia, o que poderá ser um ponto a favor.

Mas a maior surpresa de todas é que este terminal chega ao mercado com conectividade via satélite, exatamente um dia antes da conferência da Apple. Recorde-se que vários rumores apontam para a vontade de a empresa de Cupertino incluir esta funcionalidade nos seus smartphone e smartwatch, mas que estará ainda à procura do modelo de negócio ideal para esta opção.

Aparentemente, a Huawei já encontrou esse modelo de negócio e o Mate 50, através desta inovadora funcionalidade, permite fazer chamadas de emergência, assim como enviar mensagens de texto através do sistema de satélites Beidou, em zonas onde não exista cobertura móvel para 3G, 4G e 5G.

Mas há ainda outra surpresa inesperada neste terminal. De acordo com a Huawei, mesmo com a bateria “morta”, o Mate 50 permite fazer chamadas através do novo modo de emergência que utiliza uma bomba de acumulação de energia que é ativada de forma inteligente.

A série Mate 50 estreia também a nova tecnologia de compressão de armazenamento da marca que permite poupar de até 20 GB de espaço. A igualmente nova tecnologia de imagem XMAGE está também incluída e vem melhorar o desempenho ótico ao nível da cor, luz, sombra e espaço, além de “congelar” momentos.

Especificações Huawei Mate 50

Huawei Mate 50 Porsche Design
Crédito@Huawei/Weibo

Já o dissemos, a nova série Mate 50 está equipada com o processador Snapdragon 8+ Gen 1 e de até 512 GB de capacidade no armazenamento interno; à exceção do modelo Mate 50E que conta com o chip Snapdragon 778G 4G e com um armazenamento máximo de 256 GB.

O Mate 50 integra um ecrã OLED de 6,7 polegadas com uma resolução de 2700x1224 pixéis e uma taxa de atualização de 90 Hz, sendo alimentado por uma bateria de 4.460 mAh. Na configuração de câmara traseira apresenta um sensor primário de 50 megapixéis, um ultra grande angular de 13 megapixéis e ainda um sensor telefoto periscópio de 12 megapixéis com estabilização ótica de imagem e zoom ótico de 5x.

Por sua vez, o Mate 50 Pro é mais avançado com um ecrã de 6,74 polegadas com resolução Full HD+ e uma taxa de atualização de 120Hz. Integra uma bateria de 4.700 mAh com suporte para carregamento rápido de 66 watts e carregamento sem fios de 50 watts.

No painel traseiro, a configuração de câmara conta com um sensor principal de 50 megapixéis, um ultra grande angular de 13 megapixéis e ainda um sensor telefoto com 64 megapixéis de resolução. A edição Mate 50 RS Porsche difere do modelo Pro ao substituir o sensor telefoto de 64 megapixéis por um sensor macro telefoto de 48 megapixéis.

A série Huawei Mate 50 ficou agora disponível no mercado chinês. O modelo base tem preços entre os 4.999 yuans (€ 726) e 6.499 yuans (€ 944) enquanto o Mate 50 Pro tem variantes com custos entre os 6.799 yuans (€ 988) e 7.999 yuans (€ 1.162).

O modelo mais dispendioso é o Mate 50 RS Porsche Design com um custo de 12.999 yuans (€ 1.890), sendo que o Mate 50E é o mais acessível com variantes disponíveis por 3.999 yuans (€ 580) e 4.499 yuans (€ 654).

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.