Gal Gadot. A nova CEO da tecnológica Huawei

Rui Bacelar
Huawei Gal Gadot
O que é que fazes quando as operadoras se recusam a vender os teus smartphone? Contratas a Mulher Maravilha!

Depois de ver recusadas as suas propostas de parceria com as maiores operadoras norte-americanas a Huawei não cruza os braços. Apesar de os estudos de mercado apontarem que até 90% de todos os smartphones são vendidos através das operadoras nos Estados Unidos da América, a marca apostará noutras frentes. E quando se tem a Mulher Maravilha (Gal Gadot) para dar reconhecimento internacional à marca estamos bem.

Esta campanha de marketing já devia estar a ser planeada há vários meses, bem antes de a AT&T e demais operadoras terem recuado do negócio. Mas nem por isso este plano de ação deixa de ser...estranhamente familiar. Já não é a primeira vez que o CEO Richard Yu nos dá ousadas previsões relativamente ao mercado norte-americano.

Vê ainda: Sony Xperia XZ Pro poderá ser apresentado na MWC 2018

Aliás, isto já se vem a repetir há alguns anos. Temos audaciosos planos de "conquista" dos Estados Unidos da América e todos os anos temos o plano a cair por terra. As causas variam de ano para ano mas em última análise o resultado é sempre o mesmo. Os EUA continuam a ser o calcanhar de Aquiles da Huawei.

Gal Gadot, a nova CEO da Huawei

Mas a terceira maior construtora mundial de dispositivos móveis não desiste. Estamos a assistir a uma nova polarização dos seus interesses neste mercado. Não tardará até que uma boa parte dos seus fundos para marketing sejam alocados para essa região (e depois lá se vão umas quantas viagens de cortesia).

Aliás, a Mulher Maravilha (Gal Gadot) tornou-se na nova CEO da Huawei. Por CEO entenda-se Chief Experience Officer da tecnológica chinesa. Um novo papel em que Gal Gadot ajudará a marca a encontrar o sweet spot no que à experiência de utilização de um smartphone Huawei diz respeito. De forma a afastar-se um pouco do estigma de "smartphone e marca chinesa". Em suma, Gal Gadot terá a missão de ocidentalizar a Huawei.

É a nova embaixadora, a nova "chave" para a divulgação da marca no 3º maior mercado mundial de dispositivos móveis (dados da IDC). O seu papel será ouvir os consumidores e acima de tudo ajudar a Huawei a ir ao encontro daquilo que o consumidor norte-americano pede.

De qualquer forma este tipo de "títulos" ou cargos são mais cerimoniais do que outra coisa qualquer. Aliás, o papel de Gal Gadot pode não ir além de umas quantas fotografias e campanhas de marketing. Veremos também alguns relatos da experiência de utilização de um Huawei através das redes sociais de Gal Gadot.

A aposta em Gal Gadot é uma boa estratégia. Foi uma das atrizes mais bem pagas em 2017, tendo desempenhado papéis de liderança em alguns dos filmes mais vistos do ano. Agora, a sua nova missão será essencialmente dar a conhecer uma marca que os americanos têm dificuldades em pronunciar.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Passatempo: Não percas tempo e ganha um Apple iPad Air

OnePlus atinge novo marco histórico e revela os planos para 2018

Samsung Galaxy S9 – abertura variável da câmara, sabes o que é?

Fonte | Via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.