Huawei com Sailfish OS poderá ser um verdadeiro fracasso. Descobre o principal motivo!

Vitor Urbano
1 comentário

Durante os últimos dias foram muitas as notícias que apontaram para a possibilidade da Huawei adquirir uma versão modificada do sistema operativo Sailfish OS à Rússia. Esta poderá ser a alternativa (temporária), até que o desenvolvimento do seu próprio sistema operativo esteja terminado.

No entanto, apesar de ter inúmeros pontos a seu favor, a utilização do Sailfish OS nos seus smartphones poderá resultar num verdadeiro fracasso. O SailfishOS é compatível com aplicações Android, mas nem todas poderão ser utilizadas.

Apps fundamentais para o dia a dia de milhões de utilizadores não serão suportadas

Ainda que seja garantido o suporte e compatibilidade para aplicações Android no Sailfish OS, nem todas as Apps poderão ser instaladas. Este poderá ser um verdadeiro deal breaker, especialmente porque as aplicações implicadas são cruciais para o dia a dia de milhões de utilizadores.

Aplicações que envolvam serviços de segurança, pagamentos online e serviços bancários, requerem uma compatibilidade nativa do sistema operativo. O que não acontece com o Sailfish OS. Além disso, a sua plataforma de compatibilidade, requer que as aplicações sejam compatíveis com o Android 4.4 ou inferior, o que já não acontece com muitas aplicações atualmente.

Hoje em dia, aplicações de pagamentos e instituições bancárias são ferramentas indispensáveis nos smartphones de muitos utilizadores. Certamente que, a impossibilidade de aceder a este tipo de Apps no smartphone, poderia ter um grande impacto na popularidade de futuros dispositivos da Huawei.

Outros problemas que poderão revelar-se verdadeiras 'dores de cabeça'

O Sailfish OS tem como um dos seus principais trunfos a navegação por gestos em toda a sua interface. Este tipo de navegação está presente desde que foi lançado pela Jolla em 2013. Desde então, recebeu imensas melhorias, tornando-se superior à atual oferta do Android.

No entanto, atualmente são muitas as aplicações para Android que tiram proveito de gestos para navegar na sua interface. Por exemplo, o simples gesto de deslize na lateral esquerda do ecrã para abrir um menu dentro de uma App, vai entrar em conflito com o gesto nativo do sistema operativo.

Ainda que este tipo de 'incompatibilidade' não torne impossível de utilizar as aplicações, vai certamente ser fonte de 'dores de cabeça' desnecessárias.

Multitasking de alta performance vai destruir a autonomia dos smartphones

Outra das funcionalidades de grande destaque neste sistema operativo é o multitasking de alta performance. No Sailfish OS os utilizadores pode usufruir de uma verdadeira capacidade multitasking. Onde as aplicações em segundo plano continuam a funcionar a 100%, enquanto no Android as Apps entram num estado de standby.

Obviamente, a manutenção de aplicações a funcionarem a 100% em plano de fundo, resulta numa verdadeira drenagem da bateria dos smartphones. Certamente que a Huawei vai necessitar de realizar várias alterações nesta funcionalidade caso acabe por adotar o sistema operativo Sailfish OS para os seus smartphones.

Editores 4gnews recomendam:

1 comentário
Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.