Home Android

Huawei: China já respondeu à polémica e ameaça retaliar

Huawei Comissão Europeia China Canadá CFO diretora financeira
Diretora Financeira da Huawei poderá gerar guerra comercial entre a China e o Canadá

Passadas 6 longas horas de audiência de fiança para a CFO (Diretora Financeira) da Huawei no tribunal do Canadá, nada ficou resolvido. A única novidade que surgiu entretanto, não irá certamente acalmar os ânimos. A China já emitiu um comunicado oficial, onde ameaça retaliar contra o Canadá caso Meng Wanzhou não seja libertada.

Relembro que a CFO da Huawei é também filha do fundador da fabricante, tornando a situação ainda mais delicada. De acordo com o governo norte-americano, está a ser acusada de fraude empresarial, podendo enfrentar até 30 anos de prisão.

Vê ainda: MateBook X Pro chega a Portugal como rival dos Apple MacBook

As declarações oficiais do governo chinês foram publicadas por Le Yucheng – Ministro dos Negócios Estrangeiros – onde deixou bem clara a posição de ferro que o país decidiu tomar quanto a este assunto.

China ameaça retaliar o Canadá caso não libertem a CFO da Huawei imediatamente

Afirmou que estas ações por parte do governo do Canadá são inadmissíveis e que violarem mesmo os direitos legais da CFO da Huawei. Por isso, vêm ‘ordenar’ a sua libertação imediata, ameaçando que caso isso não aconteça, o Canadá terá de enfrentar uma pesada retaliação.

Por sua vez, o Ministro dos Negócios Estrangeiros do Canadá respondeu que não havia nada a acrescentar às declarações publicadas na sexta-feira. Assim sendo, podemos assumir que o governo está preparado para qualquer potencial ameaça vinda da China.

Desta forma, uma vez que a audiência de hoje não apresentou qualquer conclusão, irá ser continuada na próxima segunda-feira. Entretanto, Meng Wanzhou irá continuar em custódia das autoridades canadianas.

Huawei Prisão 30 anos herdeira ameaça

Ainda que não tenha sido especificado pelo comunicado da China, certamente que a sua retaliação iria ser em termos comerciais. Todos sabemos que a China é uma das grandes potências comerciais e que caso decida cortar relações com algum país, as repercussões podem ser bastante desagradáveis.

Por fim, o governo dos Estados Unidos irá continuar a tentar finalizar a extradição da CFO da Huawei para solo americano. De forma a conseguir proceder com o julgamento. Caso consiga que isso aconteça, a Diretora Financeira e ‘Herdeira do trono’ da Huawei poderá enfrentar uma pena de até 30 anos de prisão.

Editores 4gnews recomendam:

Huawei lança a app StorySign para enriquecer a vida de crianças surdas

Comissão Europeia – A Europa deve desconfiar da Huawei

Huawei Nova 4 será mesmo o concorrente direto do Samsung Galaxy A8s

Via

Nascido em Sintra e a viver em Londres, amante do mundo Android desde o velhinho Galaxy S1 e apaixonado por tudo o que tecnologia envolve. No tempo livre o mais importante é sem dúvida família, música, natureza e... Xbox!