Google Pixel 4: funcionalidade Motion Sense não funcionará em todos os países

Carlos Oliveira
1 comentário

A Google já confirmou que o Pixel 4 trará uma funcionalidade que nos permitirá controlar o smartphone através de gestos (Motion Sense). Contudo, nem todos os exemplares do equipamento poderão usufruir desta novidade, estando limitada por países.

No site da Best Buy (retalhista norte-americano) é possível saber já alguns dos países onde o Motion Sense será suportado:

  • EUA
  • Canada
  • Singapura
  • Austrália
  • Taiwan
  • maioria dos países europeus

Esta listagem falha em esclarecer quais os países europeus que poderão usufruir dos gestos do Pixel 4. Referir que estará disponível na maioria dos países é o mesmo que dizer que nem todos o poderão usar. Resta saber se Portugal fará parte da lista de mercados onde a tecnologia funcionará.

Não são conhecidas as razões específicas para que esta tecnologia não funcione em todos os países. Sabe-se, no entanto, que terá que ver com limitações legais, uma vez que a Google teve de receber aprovação das entidades competentes norte-americanas para o seu uso.

Mas afinal o que é o Motion Sense do Pixel 4?

O Motion Sense será a aplicação do Project Soli que a Google anunciou na Google I/O de 2015. Este coloca um mini radar dentro do Pixel 4 que lhe permitirá detetar movimentos feitos nas suas proximidades.

Combinando esses movimentos com um algoritmo desenvolvido para o efeito, o Pixel 4 será capaz de detetar não só a tua presença como os teus gestos. Assim, será possível controlar a reprodução de música, definir alarmes ou silenciar chamadas com um simples gesto.

Este género de tecnologia já se encontra no mercado com o LG G8 ThinQ. No caso do topo de gama da coreana, a sua utilização não é tão confortável quanto o desejado. Por conseguinte, esperamos para ver até que ponto a Google será capaz de nos convencer para a real utilidade desta tecnologia.

Editores 4gnews recomendam:

1 comentário
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.