Google Maps vai-te dizer se os comboios estão em modo 'Sardinha em lata'

Vitor Urbano

Os serviços de navegação da empresa de Mountain View — Google Maps e Waze — continuam a ser das aplicações que mais novidades têm recebido durante os últimos meses. Mas, as novidades têm sido bem mais evidentes no Google Maps, recebendo inúmeras funcionalidades que contam com a ajuda de todos os utilizadores.

Agora, começaram a surgir as primeiras informações que confirmam uma nova vaga de testes no Google Maps. Ao que tudo indica, a empresa está já a testar informações sobre o estado dos transportes públicos. Relatos vindos de vários pontos do globo, confirmam que o Google Maps já está a recolher informações sobre o volume de passageiros em comboios.

Google Maps comboios

Uma vez finalizada uma viagem de comboio, os utilizadores estão a ser presenteados com uma janela pop-up onde lhes é questionado o estado do comboio. Os utilizadores terão 4 opções à escolha, desde "muitos lugares disponíveis" até ao típico estado "Sardinha em lata".

Em breve poderás planear melhor as tuas viagens nos transportes públicos

Esta é uma funcionalidade há muito desejada pelos utilizadores. Atualmente, o logaritmo do Google Maps consegue de forma extremamente precisa identificar se existem, ou não, abrandamentos no trânsito. Ainda mais com a implementação do relato de incidentes por parte dos utilizadores.

No entanto, esse logaritmo não pode ser aplicado às condições nos transportes públicos. Por isso, a empresa precisa de recorrer aos seus utilizadores para conseguir obter informações detalhadas sobre cada comboio ou autocarro. Ao que parece, nesta fase inicial, estão apenas a realizar testes em comboios. Mas, assim que for implementado globalmente, será de esperar que também seja implementada esta funcionalidade em viagens de autocarro.

Google Maps comboio

Durante o final do ano passado, a Google já havia revelado os planos para este tipo de implementação. Mas, nessa altura os planos passavam por realizar parcerias com as diversas empresas de transportes públicos em vários países. Ao que tudo indica a empresa decidiu, e bem, apostar numa ferramenta crowdsource. Esta é muito provavelmente a única forma para conseguir oferecer aos utilizadores informações precisas e em tempo real.

Por fim, continua a ser possível que a empresa proceda com ambas as abordagens, compilando os dados obtidos de ambas as fontes para oferecer uma informação ainda mais completa. Ainda que já se encontre em testes em diversas cidades, não se sabe ainda quando poderá ser lançada para todos os utilizadores.

Mais notícias sobre o Google Maps:

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.