Google Gboard prepara-se para ser mais inteligente em nova atualização

Filipe Alves
Comentar

O Google Gboard é um dos teclados mais utilizados no mundo por boas razões. O teclado é leve, capaz, tem tudo o que podes desejar e agora será mais inteligente.

A tecnologia "Smart Compose" chegou ao Gmail há uns meses e está prestes a entrar no Gboard. Ou seja, agora ao começares a escrever uma mensagem, o teclado vai tentar adivinhar o resto da frase.

Exemplo de Smart Compose no Gmail

Gboard is working on sentence completion pic.twitter.com/vjXAsMzbVf

— Jane Manchun Wong (@wongmjane) 18 de outubro de 2019

Esta novidade foi descoberta pela Jane Manchun Wong, uma desenvolvedora que tem como passatempo descortinar as novidades em várias aplicações. No exemplo podemos ver o Smart Compose em ação.

Gif's serão mais capazes no Google Gboard

Gboard is testing GIF suggestion based on the emotion of the word pic.twitter.com/a6EV5Quqo6

— Jane Manchun Wong (@wongmjane) 18 de outubro de 2019

Mas a atualização não se ficará por aqui. No pequeno vídeo acima podemos ver qual será a ação sempre que escreveres uma palavra de "sentimento". Ao escreveres, por exemplo, "triste", terás vários Gif's que complementam o teu texto.

Mais uma novidade interessante que não podemos ver em mais nenhum outro teclado. O Gboard já tem a implementação de Gif's, contudo, agora tentará adivinhar quando queres enviar um.

Quando chegará a atualização

Google Gboard

Ainda não há datas concretas para a chegada da novidade para o smartphone. Porém, espera-se que o sistema Android venha a ser o primeiro a receber. O Smart Compose demorou um pouco mais do que o normal a chegar ao Gmail, ou seja, é provável que o mesmo aconteça com o Gboard. Ainda assim, vejo com bons olhos esta nova implementação.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.