Google clarifica como funcionará o seu próprio adblocker para o Chrome

Carlos Oliveira
Google Chrome adbloker
Google Chrome passará a contar com um adbloker próprio

Cada vez mais existe um medo generalizado em torno das publicidades introduzidas em sites. Esse medo fez com que a grande maioria dos utilizadores possuam já um adblocker instalado no seu browser, mesmo antes de iniciarem navegação em qualquer website. Agora também a Google vai entrar neste jogo ao disponibilizar o seu próprio bloqueador de anúncios para o Chrome.

Existem, de facto, vários sites que usam e abusam de anúncios intrusivos. Bem sabemos o quão esses anúncios podem ser lucrativos para os responsáveis desses sites e a ganância fala mais alto. Para alguns, vale tudo na hora de amealhar mais uns trocos.

Vê ainda: Motorola Moto G6 – Os gama média Android que não podes perder

Não somos hipócritas e, mais uma vez, afirmamos que parte dos nossos rendimentos provêm de publicidades. Ainda assim, acreditamos que os nossos leitores estão primeiro. Como tal, não incorporamos qualquer anuncio intrusivo no nosso site. Nada de pop-ups, nem nada que se intrometa entre a ti e a tua leitura.

Todavia, são muitos os sites pela World Wide Web que usam e abusam dos anúncios intrusivos. A Google encontra-se manifestamente contra estas práticas e tomará as suas próprias medidas já a partir de amanhã. A partir de 15 de fevereiro de 2018 o Google Chrome passará a contar com um adblocker próprio que marcará a posição da empresa americana face a este problema.

Google Chrome passará a contar com um adbloker próprio

Desde já importa referir que o funcionamento deste adbloker não será igual àqueles que estamos habituados a ver. Este não irá bloquear por completo todos os anúncios de qualquer site. Este irá apenas bloquear os anúncios intrusivos. Mas como será a Google capaz de distinguir os vários tipos de anúncios?

Essa distinção será feita tendo por base um padrão já definido internacionalmente. Este padrão é conhecido como Aliança para Melhores Anúncios, definido pela Better Ads Standard.

Este padrão define os vários tipos de anúncios considerados intrusivos, por plataforma. Para computadores, este classifica como intrusivo qualquer anúncio com pop-up por cima do conteúdo do site. Temos aqui ainda os que reproduzem sons automaticamente, anúncios que ocupam a totalidade do ecrã e com contagem regressiva ou ainda os banners fixos na página.

Google Chrome Android pesquisa Google comparação smartphones

As plataformas móveis partilham destes mesmos quatro cenários, mas são acrescentados outros tantos. Aqui acrescentam-se aqueles que ocupem mais de 30% do conteúdo do site, bem como os banners que piscam e trocam de cor rapidamente. Não esquecer ainda os que ocupam a totalidade do ecrã quando feito scroll e os que apresentam contagem regressiva depois de clicares num link.

A Google fará ainda uma espécie de lista negra de sites com anúncios intrusivos

Ora, o filtro destes anúncios será feito mesmo antes de abrires o site em questão. Todo este processo será certamente feito enquanto o site em questão carrega. Tudo para que quando o site te seja apresentado esteja livre de qualquer anúncio intrusivo.

Neste processo de filtragem, caso sejam encontrados anúncios intrusivos, os responsáveis pelo site serão devidamente contactados. A partir daí, estes terão 30 dias para removerem esses mesmos anúncios. Caso tal não aconteça, todos os anúncios desse site passarão a ser bloqueado pelo Chrome. Independentemente de os mesmos serem, ou não, intrusivos.

Apesar deste processo de bloqueio ser automático, o utilizador terá uma palavra a dizer. Quando um site vê algum dos seus anúncios bloqueados, o utilizador receberá uma notificação. Nessa, ser-lhe-á dada a liberdade de optar por ver, ou não, os anúncios previamente bloqueados.

Tal como já referi anteriormente, este novo adbloker do Chrome entrará em vigor já a partir de amanhã. Numa primeira fase o mesmo entrará em funcionamento apenas na América do Norte e Europa. Posteriormente, todo o resto do globo também terá acesso a esta funcionalidade.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Xiaomi Redmi Note 5 Pro é o novo Apple iPhone X “Lite”

Samsung Galaxy S9 com Bixby Vision ou novos “Glasses” da Samsung?

Cuidado ao deixares o teu Apple HomePod numa mesa de madeira

Fonte | Via

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.