Game of Thrones Série GoT
Novo episódio, novo entusiasmo na série Game of Thrones (GoT)

O terceiro episódio de Game of Thrones (GoT), referente à sétima temporada da série, era um dos mais aguardados desde o começo. Afinal, foi aqui que, pela primeira vez, se viu o encontro de Jon Snow com Daenerys Targaryen.

Com efeito, o episódio começa da melhor forma possível. Snow atraca, a par de Ser Davos e restantes companheiros de viagem, em Dragonstone. À sua espera estão Tyrion, Missandei, que os recebem prontamente. No entanto, houve outras duas personagens que viram o Rei do Norte chegar, ainda que de outro ponto.

Vê também: Top 5 – Os filmes mais marcantes disponíveis na Netflix

   

Varys e Melisandre. Sim, aquela que tinha sido exilada por Snow e que, por essa razão, teme que o mesmo a veja e que, consequentemente, desmascare a mesma. Os dois trocam algumas questões entre si e ameaçam-se mutuamente, e no fim é a Mulher de Cabelo Vermelho que deixa o eunuco boquiaberto.

As diferenças entre Snow e Daenerys são tão incríveis como as suas parecenças. Daí a espetacularidade de Game of Thrones!

Quando a Mãe dos Dragões recebe Jon Snow vemos que ambos têm muito enraizadas as suas ideologias. Os dois tentam mostrar que as suas adversidades são maiores que as do outro. Cersei vs. Rei da Noite, outra vez. Qual dos dois será o mais perigoso. Bem, só o tempo dirá.

Aliás, Daenerys pergunta a Snow porque precisa ela da sua ajuda se, no fim de contas, ela tem um exército de tamanho inigualável e, para além disso, três dragões. Ora, Snow responde que ela poderá ter tudo isso mas, se não se preocupar com o Rei da Noite, no fim, no limite, o que governará será um cemitério.

Entretanto, vemos novamente uma das mais repugnantes personagens ativas na série neste momento: Euron Greyjoy. O Tio chegou King’s Landing em alta euforia. Com ele trazia Ellaria Sand e, como é óbvio, Yara Greyjoy, sua sobrinha. O povo aplaudia e festejava a captura das duas mulheres, bem como da filha da primeira.

Ellaria pagará aquilo que deve. Cersei é mesmo a vilã da série…para já…

Por falar nisso, é no terceiro episódio desta temporada que vemos mais uma vingança em Game of Thrones. Cersei leva a mãe, Ellaria, e sua filha para as masmorras. As duas conversam, ou melhor, a Rainha fala e a outra ouve. Um pouco de Oberyn, um pouco de Montanha, um pouco de Myrcella.

Cersei nunca perdoou e sempre aguardou por uma oportunidade para se vingar de Ellaria e, de facto conseguiu. Fria, como sempre, a mãe de três filhos que morreram tragicamente decidiu dar fim à vida da mulher que se encarregou de matar Myrcella. Porém, é o modo como o faz que torna toda a cena especial.

Com as duas acorrentadas, Cersei vai dizendo a Ellaria o quão a sua filha é bonita. Elogio atrás de elogio, a Rainha beija Tyene e, com isso, mata-a da mesma forma que a mãe desta matou a menina Baratheon. A menina sobreviverá, durante algum tempo, mas inevitavelmente acabará por falecer.

Conclusão, voltamos a ver Cersei fazer das suas. De seguida, com mais um momento romântico na série, os irmãos acabaram por passar a noite juntos, outra vez, de uma forma mais efusiva, como antigamente.

Os dois bastardos, ainda que de modos diferentes, dão mais vida a Game of Thrones (GoT)!

Virando a página, e voltando ao que realmente interessa, há uma pequena e interessante conversa entre Tyrion e Jon. O anão de Game of Thrones chega mesmo a dizer ao bastardo do Norte que “os filhos não são como os sues pais, para nossa sorte”. Aqui, mais uma vez, mostra, a pequena personagem, que é bem mais inteligente do que se poderia supor e, principalmente, que Snow.

Aliás, diz ainda, Tyrion, que Jon é como Ned. E que, de facto, isso não vale a pena. Não é por desistir facilmente que encontrará o caminho e a ajuda que pretende. Por isso, incentiva-o a pedir algo a Daenerys, algo de que precisa e muito.

Por isso, o que Snow pede, pelo menos para já, é o dragonglass que é tão fundamental como o ar que respira para poder derrotar o Exército dos Mortos. A Mão da Mãe dos Dragões convence-a de que essa é uma proposta que poderá e deverá aceitar de bom grado. Afinal, não precisa de dragonglass para nada.

Game of Thrones Série
Breve referência a este episódio. Créditos: 9GAG

E é o que faz, numa última conversa com Snow, neste episódio épico de Game of Thrones (GoT), Daenerys diz que o ajudará a recolher tudo o que conseguir, já que essa é uma arma que o filho de Ned Stark precisa com a maior urgência.

Voltando ao Norte, Sansa vai comandando Winterfell da melhor forma que sabe. E bem, por acaso. Tão bem que Mindinho elogia-a dizendo que a menina de cabelo ruivo, agora uma mulher, nasceu para comandar.

A chegada de Bran a casa também foi outro momento sonante do novo episódio da série…

E é quando o misterioso Mindinho está a conversar com ela e a dizer-lhe como atuar, agora e sempre, nas mais diversas situações, que alguém, bastante inesperado, chega a Winterfell. Ou melhor, a casa.

Não, não era Arya, mas Bran. O único filho, legítimo, de Ned ainda está vivo, para surpresa da irmã, que não conseguiu esconder a felicidade por detrás disso mesmo. Contudo, Sansa não ficou tão feliz assim por saber que Bran é o Corvo dos Três Olhos e o que pode fazer com esse poder.

Já para o final, dá-se uma cena muito bonita, que envolve Sammuel Tarly e Ser Jorah. O pequeno aprendiz, amigo de Jon Snow, conseguiu, de facto, salvar o que parecia ser um homem destinado à ruína. De tal modo que, logo que possível, Jorah abandonou a Cidadela para se juntar a Daenerys, numa nova caminhada que o mesmo começará.

Por fim, e carimbando aquilo que foi dito no artigo anterior, referente ao episódio 2 desta temporada de Game of Thrones (GoT), algo mau aconteceu no panorama de Daenerys. Bem, não diretamente com a nova Rainha, mas com alguém que a apoiava.

Tyrion pensou bem mas Cersei e Jamie pensaram melhor. A estratégia em Game of Thrones (GoT) é uma arma!

Ao chegar a Casterly Rock, como havia planeado, o Verme Cinzento e o seu exército cedo se apoderarão do castelo do pai de Tyrion, com base numa estratégia que o mesmo havia montado. Porém, ao apoderarem-se do castelo, o Verme Cinzento pensa que algo que está mal. Havia sido fácil demais.

E, de facto, tinha razão. Parte, grande parte, do exército dos Lannister, comandado por Jamie, estava a direcionar-se em grande força para os aposentos de Lady Olenna. Dado que os Tyrell nunca foram bons pelas suas capacidades atléticas ou de luta, não foi nada difícil para Jamie chegar ao quarto de Olenna.

E é aí que, para terminar este episódio, os dois têm uma breve conversa. Jamie encarregou-se de assegurar que a avó de Margaery morreria, de uma forma pouco dolorosa. Ingerindo veneno, portanto.

Vê ainda: Dragon Ball Super continua ao rubro com o 101.º episódio do anime

E, consequentemente, foi isso que aconteceu. Contudo, antes de o tomar, Olenna pergunta a Jamie se o veneno causaria alguma dor ou má disposição, ao que a personagem diz que não. Daí, Olenna admite, finalmente, em frente ao pai de Joffrey, que foi ela que o envenenou e que fica feliz por isso. Que gostaria que Cersei soubesse.

4 episódios para dizermos “até para o ano” Game of Thrones!

Conclusão, com três episódios decorridos, de um total de sete, Daenerys parece ter perdido toda a vantagem que detinha, tendo-lhe sobrado apenas os dragões. Yara e Ellaria foram capturadas. Olenna morrerá. Até que ponto não terá a Mãe dos Dragões de esquecer Cersei por momentos e ajudar, primeiramente, Jon a acabar com o Exército dos Mortos?

Vê a preview do próximo episódio no final do artigo!

Outros assuntos relevantes:

Paterson – Um filme em que a rotina é a poesia da vida

Gotham: nova temporada da série já tem trailer e data oficiais

Google Play Music e YouTube Red vão unir-se e criar novo serviço da Google

Desde cedo comecei a interessar-me pelo que podia fazer no computador. Porém, a grande paixão surgiu com o primeiro telemóvel e complementou-se com os smartphones. Nada há a dizer, são simplesmente fantásticos e úteis em todo o tipo de situações.